Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Dupla ganha batalha com Líbano e Brasil está no playoff mundial da Copa Davis



19/09/2021 | 08:46


Num jogo suado, mais difícil do que o esperado, a dupla brasileira precisou de três sets e do tie break para fechar o confronto com o Líbano em 3 a 0, em Jounieh, e levar o País ao playoff mundial da Copa Davis. Marcelo Demoliner e Rafael Matos ganharam de Benjamin Hassan e Hady Habib por 2 a 1, parciais de 6/2, 3/6 e 7/6 (7/5) em batalha de 2h08.

Com o triunfo da dupla gaúcha, no começo de 2022 a equipe brasileira estará no qualificatório da Davis, ainda sem rival definido. Se ganhar, vai retornar à elite do tênis mundial, a grande meta.

O ponto decisivo veio com saque forte de Rafael Matos e erro na devolução dos libaneses. Os brasileiros festejaram muito, com direito a "invasão" da quadra para todos do time, abraçados, pularem cantando "Brasil, Brasil, Brasil."

Uma comemoração grande mostrando que o técnico Jaime Oncins está no caminho correto em sua missão de resgatar o sentimento de competitividade e de unir os brasileiros. Ele assumiu prometendo mudança de postura no time do Brasil e a renovada equipe já dá resultados.

Depois de vitórias fáceis nos jogos de simples justamente contra Hassan e Habib, no sábado, a tarefa deste domingo começou passando a falsa impressão que se repetiria com o Brasil abrindo logo 4 a 0 no primeiro set. Sem sustos, vitória fácil por 6 a 2.

A resposta libanesa veio no começo da parcial seguinte. Jogando o tudo ou nada, os donos da casa conseguiram a quebra no saque brasileiro e abriram 3 a 0. Depois bastou trocar saques para igualar a partida com 6/3.

A decisão então foi para o terceiro set. Foram 65 minutos angustiantes e bastante disputados. Ponto para cá, ponto para lá e definição no tie break. O Brasil teve o match point com 6/5 e Rafael Matos não desperdiçou o saque. Fechou em 7/5 e a festa verde e amarela foi bonita e merecida.

Com a vaga garantida, os reservas Matheus Pucinelli, de 20 anos, e Roey Tabet, de 19, ainda resolveram se enfrentar. E o brasileiro não tomou conhecimento do libanês, dando surra por 6/0 e 6/1.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;