Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Escola de S.Caetano fica 20 dias
com falta de água

Reprodução/ Facebook Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

17/09/2021 | 05:15


Em meio à pandemia de Covid, a EMI (Escola Municipal Integrada) Maria D’Agostini, que fica no bairro Mauá, em São Caetano, está há mais de 20 dias com problemas em sua caixa-d’água, o que prejudicou e muito a distribuição do recurso dentro do colégio. A escola atende alunos de 4 meses a 3 anos.

O Diário esteve no local ontem à tarde e constatou o problemas na distribuição de água. Nos 20 minutos em que a equipe de reportagem ficou dentro da escola, homens estavam trabalhando para tentar resolver o problema na caixa-d’água.

Um vídeo, compartilhado nas redes sociais, mostrou que um dos banheiros da escola está sem água e que, no lugar da descarga, havia um balde com água para ser despejada dentro da privada.

A escola Maria D’Agostini tem matriculados, hoje, 215 alunos, mas que em meio à pandemia do novo coronavírus, há revezamento entre as crianças. Ontem, por exemplo, somente 60 estudantes estavam no colégio.

O Diário apurou que profissionais da educação que atuam na escola chegaram a elaborar denúncia do problema de falta d’água na escola a vereadores da cidade, mas que os trabalhadores mantiveram anonimato a fim de evitar retaliações por parte do Executivo da cidade, comandado pelo prefeito interino, Tite Campanella (Cidadania).

Conforme a diretora da escola, Eliete Maria Bortolini Siqueira, o problema teve início há mais de 20 dias e que desde então a Prefeitura tenta resolver a situação. A administradora do local não soube explicar qual era o problema nem em quanto tempo a distribuição de água seria resolvida.

“Olha, eu não sou formada em hidráulica, mas estou percebendo que o problema é mais sério do que pensávamos. Desde a semana passada estamos tentando resolver o problema (de falta de água), mas está complicado. Mas, queria deixar claro que a situação não afeta a vida dos alunos e dos funcionários da escola”, garantiu Eliete.

A diretora informou que a falta d’água na escola está intermitente. “Às vezes tem água nas torneiras, às vezes não tem. Não conseguimos entender. A Prefeitura nos ajuda com caminhão-pipa em caso de necessidade”, explicou.

A situação da falta d’água na escola chegou ao campo político. Uma das integrantes do mandato coletivo encabeçado pela vereadora Bruna Biondi (Psol), Fernanda Gomes, chegou a entrar na escola e filmou um dos banheiros da instituição de ensino sem água. A ação foi criticada pela diretora, que afirmou ter feito um BO (Boletim de Ocorrência).

“A informação que recebemos da comunidade escolar é que a situação do problema com água na escola já dura mais de um mês. Imagine só, no momento de pandemia que lavar as mãos é um protocolo fundamental”, declarou Bruna Biondi.

Questionada, a Prefeitura de São Caetano respondeu de forma bastante resumida por meio de nota e garantiu que o problema foi solucionado ontem, mas não explicou que tipo de serviço foi efetuado no local. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;