Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Bernardo confirma morte de adolescente
de 16 anos; Estado investiga relação com vacina contra Covid

Governo do Estado de SP/ Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ministério da Saúde suspende aplicação do imunizante na faixa etária sem dar muitas explicações


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

16/09/2021 | 15:25


A morte de uma jovem de 16 anos, moradora de São Bernardo, teria sido o motivo pelo qual o Ministério da Saúde recomendou a suspensão da imunização de pessoas de 12 a 17 anos contra a Covid. Nesta quinta-feira, a pasta federal publicou nota informativa recomendando a vacinação apenas em adolescentes com deficiência permanente, com comorbidades ou privados de liberdade. Na nota divulgada, o Ministério da Saúde não cita o caso da jovem de São Bernardo. Em ofício, o Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) pediu posicionamento da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) sobre a decisão e cita um “possível efeito adverso grave à vacina da Pfizer em adolescente do Estado de São Paulo”, mas sem dar outras explicações.

A Prefeitura de São Bernardo informou, por meio de nota, que “compete ao município a aplicação da vacina. Informa que, após ter conhecimento do falecimento da adolescente de 16 anos, ocorrido no Hospital e Maternidade Vida''s, situado na cidade de São Paulo, realizou, prontamente, a notificação do caso à Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo para as devidas investigações”. O município ressaltou que “não há, até o momento, qualquer comprovação que relacione a vacinação da adolescente com sua morte”.

Também por meio de nota, o Estado disse que investiga o fato. "Até o momento, não há comprovação de relação da vacina ao óbito de jovem de São Bernardo. O Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo está investigando o caso devido à relação temporal com a aplicação da vacina. Qualquer afirmação ainda é precoce e temerária", informou o governo estadual, que descartou relação do caso com a decisão tomada hoje pelo Ministério da Saúde sobre a suspensão da  imunização de adolescentes. 

Mesmo com a notificação do Ministério da Saúde, a Prefeitura de São Bernardo assegurou que vai manter a vacinação entre jovens de 12 a 17 anos com o imunizante da Pfizer. Até hoje o município já protegeu 46.672 adolescentes (12 a 17 anos), 77,7% do público desta faixa etária, que é de de aproximadamente 60 mil pessoas.

O Diário pediu esclarecimentos sobre o caso ao Ministério da Saúde, mas até o momento não obteve resposta. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;