Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Santo André entrega 23 escrituras no assentamento Galileia, na Vila Suíça

Helber Aggio/ PMSA Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação

16/09/2021 | 05:36


A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária, realizou ontem a entrega de 23 títulos de propriedade a moradores do assentamento Galileia, na Vila Suíça. A iniciativa é resultado de convênio entre a Prefeitura e o programa Cidade Legal, do governo do Estado. A matrícula do lote é documento oficial emitido pelo Cartório de Registro de Imóveis em nome das famílias, formalizando a propriedade.

O secretário executivo de Habitação do Estado e presidente do programa Cidade Legal, Fernando Marangoni, destacou a relevância da ação. “Em todo o Estado, já temos a marca histórica de mais de 40 mil escrituras entregues e não vamos parar por aqui. Santo André tem sido um modelo na regularização fundiária e queremos cada vez mais que os moradores da nossa cidade tenham a dignidade, o respeito e a segurança de sua casa própria regularizada”, afirmou.

O prefeito Paulo Serra (PSDB) entregou pessoalmente as matrículas aos moradores e garantiu a continuidade da iniciativa em diversas áreas da cidade. “A regularização fundiária traz benefícios para o município e para os moradores. Estimula o crescimento ordenado, valoriza os imóveis, facilita o comércio imobiliário. Além disso, garante às famílias o direito a moradia digna, assegura o direito à propriedade e promove qualidade de vida”, ressaltou.

O secretário de Habitação e Regularização Fundiária de Santo André, Rafael Dalla Rosa, revelou quais serão os próximos bairros contemplados com o programa. “Seguimos fazendo história na cidade. Foram mais de 6.000 matrículas entregues nos últimos anos e, em breve, os moradores do Tamarutaca, Sacadura Cabral, Jardim Ciprestes, Jardim Cristiane, Apucarana, Bizâncio, Flores e de tantos outros locais receberão a tão sonhada matrícula em suas mãos”.

Sonia Lopes, moradora da Vila Suíça há 30 anos, foi uma das contempladas. “Agradeço demais o esforço de todos. Este momento é um marco para a nossa vida”. Moradora do local há mais de 40 anos, Fátima Souza teve dupla comemoração, com o fim da espera pela escritura e pelo aniversário de 62 anos. “Esperamos muito por este momento. É difícil segurar a emoção”.

O núcleo Galileia teve a implantação iniciada em 1989, em área da Prefeitura, e surgiu por meio de ocupação espontânea do Loteamento Vila Suíça. O núcleo tem 23 lotes em área de 2.707,90 metros quadrados e se encontra consolidado e integrado à cidade. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;