Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Eu estou otimista sobre a sanção do código de defesa da mulher, diz Thiago

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Deputado se reuniu com secretários para tornar lei projeto que combate a violência


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

12/09/2021 | 00:01


O deputado estadual Thiago Auricchio (PL), com domicílio eleitoral em São Caetano, mostrou otimismo com relação à sanção, por parte do governador João Doria (PSDB), do código paulista de defesa da mulher, projeto de sua autoria, aprovado pela Assembleia Legislativa e que consolida todas as legislações estaduais que tratam sobre a violência contra as mulheres.

A proposta foi avalizada pelos parlamentares no dia 17 e tem outros 15 dias úteis para seu desfecho – que pode ser a sanção completa, parcial ou veto do chefe do Palácio dos Bandeirantes. Nas últimas semanas, Thiago foi conversar pessoalmente com o secretário-chefe da Casa Civil e ex-presidente da Assembleia, Cauê Macris (PSDB), e com o secretário estadual de Justiça, Fernando José da Costa, para defender a viabilidade de sua matéria.

“Estou otimista. Vejo que o governo tem sinalizado de forma positiva para a sanção. O professor Fernando, secretário de Justiça, elogiou a medida. O Cauê Macris também foi nesta linha”, comentou Thiago, em visita ao Diário e após receber quadro com a capa do jornal do dia em que nasceu, um 23 de abril de 1993.

Para a avaliação de Thiago, o código paulista de defesa da mulher tem como papel central facilitar o acesso à informação para as vítimas e também para os defensores delas. “Tenho comparado muito à CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). O código vai tornar mais fácil o conhecimento das regras que protegem as mulheres”, avaliou.

O parlamentar citou ainda que, pós-sanção, o trabalho será disseminar o conteúdo da proposta a entidades da sociedade civil organizada, como OAB, mas também para o Poder Judiciário, para a Polícia Civil e para a Polícia Militar. “É nosso dever fazer chegar à população um projeto como esse”, discorreu o liberal, que destacou ter pautado o mandato para pensar medidas de defesa da mulher.

O projeto aglutinou as centenas de medidas sobre o tema, que resultaram no código com 150 artigos, divididos em sete capítulos. O projeto estabeleceu diretrizes que garantem a elaboração de estatística sobre a violência contra a mulher; o direito de informação às vítimas de estupro sobre o direito de aborto legal; os programas de combate à violência contra mulher e de reeducação do agressor; a realização de exame sorológico de pré-natal em mulheres grávidas; e a prioridade da mulher na titularidade da propriedade de imóveis de programas habitacionais, dentre outras regras.

“Apesar da nossa Constituição garantir igualdade entre os homens e as mulheres em direitos e obrigações, sabemos sobre o preconceito e a discriminação que existem contra a mulher em vários aspectos”, sublinhou. 

‘Meu foco é a disputa pela reeleição na Assembleia’

Depois de em algumas vezes se colocar à disposição do grupo para ser candidato a prefeito de São Caetano se houver eleição suplementar, o deputado estadual Thiago Auricchio (PL) disse que seu foco é o trabalho pela reeleição à Assembleia Legislativa.

“Em primeiro lugar, sempre ressalto que confio plenamente no retorno do prefeito Auricchio. Mas se eu fosse candidato a prefeito estaria 24 horas por dia em São Caetano. E não é o que tenho feito. Eu tenho rodado o Estado, me reunido com lideranças de São Paulo. Ser candidato a prefeito requer dedicação quase exclusiva. Eu sigo em São Caetano, mas com foco na reeleição”, discorreu, em referência ao recurso movido por seu pai, o ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), que teve o registro eleitoral negado e viu invalidados seus 42,8 mil votos em 2020, que lhe garantiriam o quarto mandato no Palácio da Cerâmica.

Na visão de Thiago, a instabilidade política em São Caetano não é benéfica e que a própria cidade espera por um desfecho sobre o imbróglio.

Thiago também comentou sobre a reaproximação com o deputado federal Alex Manente (Cidadania) – de quem foi parceiro político em 2018 e cuja relação estava estremecida. “Acho que faltou diálogo entre as duas partes. Até porque sempre estivemos juntos, temos trabalho em conjunto e vamos projetar dobrar novamente”, disse o liberal, que, recentemente, almoçou com Alex e com o prefeito interino de São Caetano, Tite Campanella (Cidadania).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;