Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Com bela campanha, Brasil bate Argentina e leva ouro no futebol de 5

Divulgação/Alê Cabral/CPB Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


04/09/2021 | 08:50


O Brasil completou mais uma campanha perfeita no futebol de cinco nos Jogos Paraolímpicos de Tóquio com a vitória por 1 a 0 na final sobre a Argentina. Com o golaço de Nonato, a seleção brasileira venceu os cinco jogos sem ser vazada uma vez sequer e garantiu a quinta medalha de ouro paraolímpica no esporte. A medalha também é histórica pois é a 22ª de ouro do Brasil no Japão, garantindo a melhor campanha dos atletas brasileiros numa edição da Paraolimpíada.

O resultado significa a manutenção de uma hegemonia do Brasil na modalidade: desde a estreia do futebol de cinco em Jogos Paralímpicos, em Atenas-2004, apenas o Brasil ganhou medalha de ouro. E, mais do que isso: com cinco edições e 25 partidas disputadas, o Brasil continua invicto.

A Argentina começou levando perigo em cobrança de falta, que o goleiro brasileiro Luan defendeu. O Brasil demorou a entrar no jogo, mas a primeira finalização foi bastante perigosa, com Paraná acertando a trave do adversário. Ricardinho finalizou duas vezes na sequência, levando perigo.

A Argentina teve que substituir o capitão Deldo, que saiu lesionado, e a partida ficou mais travada por alguns minutos. No final do primeiro tempo, Ricardinho chutou uma bola cruzada após cobrança de escanteio, mas a bola passou na frente do gol e não entrou. O primeiro tempo terminou com o 0 a 0 no placar.

No segundo tempo, o Brasil voltou dominando mais o jogo, mas a primeira finalização saiu apenas com cinco minutos jogados, de Paraná. Na sequência, Nonato arriscou e o goleiro argentino fez boa defesa. Na segunda tentativa do atacante, não teve jeito: Nonato driblou o time inteiro da Argentina (literalmente) e bateu de esquerda no alto para marcar um golaço, abrindo o placar.

A Argentina, que não tinha finalizado ainda no segundo tempo, tentou reagir chutou com Espinillo para grande defesa do goleiro Luan. O Brasil respondeu com Paraná, que foi travado no instante antes de chutar quando estava cara a cara com o arqueiro adversário. Paraná teve outra chance, que o goleiro defendeu. Nos minutos finais, a defesa do Brasil segurou bem e não foi ameaçada, garantindo a vitória por 1 a 0 e a quinta medalha de ouro.

Na campanha, o Brasil passou na primeira fase apenas com goleadas: 3 a 0 sobre a China, 4 a 0 contra o Japão e mais 4 a 0 contra a França - este último jogo, já com o time reserva. A Argentina, por sua vez, também teve apenas vitórias: 2 a 1 sobre o Marrocos, 2 a 0 sobre a Espanha e 3 a 0 sobre a Tailândia.

Nas semifinais, o Brasil teve um adversário bastante complicado no Marrocos, que se defendeu bem, e ainda foi atrapalhado pela chuva, mas conseguiu triunfar por 1 a 0 graças a gol contra de Berka. A Argentina derrotou a China por 2 a 0. Na disputa do terceiro lugar, Marrocos goleou a China por 4 a 0 e ficou com o bronze.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;