Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Ouvidoria da Polícia pede inclusão da família agredida por PMs em programa de proteção

Matheus Moreira/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Solicitação foi feita após casa da família ter sido alvejada por tiros na última segunda-feira; caso aconteceu na rua Recife, no bairro Sacadura Cabral


Da Redação
do Diário do Grande ABC

01/09/2021 | 11:45


A Ouvidoria da Polícia solicitou, nesta terça-feira (31), à Polícia Civil e ao MP (Ministério Público), a inclusão da família agredida por PMs (Polícia Militar), na última sexta-feira (27), no Programa de Proteção a Testemunhas e Vítimas. A solicitação foi feita depois que a casa da família foi alvejada por cinco tiros, na última segunda-feira (30), três dias após denunciarem as agressões à Corregedoria da PM. O caso aconteceu na rua Recife, no bairro Sacadura Cabral, em Santo André. 

Vídeos das agressões foram gravados e mostram a violência policial durante uma abordagem, onde quatro agentes aparecem dando chutes e socos em pelo menos quatro das vítimas. Ao todo, foram sete policiais que participaram da abordagem, quatro foram presos preventivamente pela Justiça Militar e os outros três agentes seguem afastados.


Casa da família que denunciou agressão de PMs foi alvejada por tiros
Foto: Matheus Moreira/ Especial para o
Diário

O ouvidor da Polícia, Elizeu Soares Lopes, que protocolou o pedido à Polícia Civil, comenta que ficou preocupado com a situação da família, já que além da situação com a abordagem violenta, a casa da família ainda foi vítima de disparos durante a madrugada. "É uma situação desumana já que foge dos protocolos da PM. Além disso, ficam preocupados já que não sabem quem foram os autores e isso acaba ameaçando a integridade física dessas pessoas", detalha. 

Elizeu completa de que como o ofício foi entregue ontem, a Polícia e o MP ainda vão analisar o pedido para devolução com a resposta. "O Programa (de Proteção a Testemunhas e Vítimas) é um respaldo que essa família vai precisar", avalia. 

De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública), no dia dos disparos, a casa passou por uma perícia e uma das vítimas foi ouvida sobre o acontecimento. As investigações seguem em andamento e um inquérito foi instaurado. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;