Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Tudo o que você precisa saber antes de criar uma vaquinha online

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação, com assessoria
Do 33Giga

27/08/2021 | 12:18


Poder contar com a solidariedade das pessoas por meio de doações em plataformas digitais tem sido um caminho para quem quer dar um passo adiante nos objetivos acadêmicos, arrecadar recursos para cuidar da saúde ou, simplesmente, realizar um sonho. Contudo, apesar do método já estar bastante difundido no Brasil, muitos ainda têm dúvidas de como os sites de arrecadação funcionam. Aqui, Luiz Felipe Gheller, CEO e cofundador do Vakinha, esclarece o que é necessário saber antes de criar uma vaquinha online. Confira!

Leia mais:
5 plataformas de financiamento coletivo que ajudam a tirar ideias do papel
3 dicas para engajar pessoas em uma vaquinha online
15 campanhas bizarras de crowdfunding que foram viabilizadas

Por que não seguir diretamente pelas doações em redes sociais?

As redes sociais são ótimas ferramentas de disseminação de informações. Entretanto, liberar dados pessoais e torcer para que as pessoas contribuam não é um caminho eficiente – e, muito menos, seguro. Informações como nome completo, CPF e conta bancária, são muito pessoais. O vazamento delas pode trazer danos ao usuário. Além disso, a opção tende a manter a arrecadação somente em sua “bolha”, impactando diretamente os valores arrecadados.

Criar uma vaquinha online por meio de plataformas de doação garante, não só a segurança de dados sensíveis, como o maior controle no fluxo de doações. Ainda há a possibilidade de alcançar um público maior para a causa por meio do site.

Outro ponto importante que vale ressaltar é o respaldo aos doadores. Mesmo que a campanha viralize, os contribuintes que não o conhecem não terão dúvidas que a doação realmente foi destinada para a causa. E mais: caso surja algum problema, o retorno do dinheiro será muito mais difícil e trabalhoso, prejudicando as duas pontas.

Existe alguma taxa que devo pagar para criar uma vaquinha online?

De forma geral, para criar uma campanha dentro de uma plataforma não há nenhum custo. As taxas são cobradas em cima de cada doação e por saques. No Vakinha, por exemplo, as taxas são de 6,4% + R$ 0,50 por cada contribuição recebida e R$ 5 por saque.

Quero contribuir com uma causa, mas não tenho cartão de crédito. E agora?

Muitas plataformas de arrecadação online utilizam cartão de crédito e boleto como forma de pagamento. No Vakinha, além dessas possibilidades, é possível fazer contribuições por meio de chaves PIX. Ainda dá para usar a conversão de pontos fidelidade e milhas. “Desta forma, ampliamos as chances de doações e trazemos mais comodidade e facilidade para aqueles que desejam contribuir com a causa”, ressalta Luiz Felipe.

É seguro mesmo?

As plataformas de arrecadação online têm compromisso com a segurança de todas as partes envolvidas. Cada empresa, no entanto, possui sua própria dinâmica. No caso do Vakinha, todo dinheiro arrecadado fica vinculado à conta escolhida pelos donos das campanhas, permitindo, assim, o controle de informações como quem fez a doação, quando, valor e forma de pagamento.

Já para os contribuintes, é importante ressaltar que todas as transações são verificadas e contam com um prazo de 14 dias para contestação ou arrependimento. Ao criar uma vaquinha online, o proprietário também passa por uma análise, garantindo que o dinheiro vá para quem realmente deve ir.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;