Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sto.André chama diretor da Arsesp por reajuste na água

Claudinei Plaza/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Câmara solicita posicionamento sobre aumento no município; medida neutralizaria pedido de CPI


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

25/08/2021 | 00:13


A Câmara de Santo André deu aval a encaminhamento de ofício no qual solicita comparecimento do diretor-presidente da Arsesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de São Paulo), Marcus Bonini, para esclarecer índice de reajuste acima da inflação de água e esgoto aplicado na cidade. Requerimento, de autoria do líder do governo Paulo Serra (PSDB) na casa, Professor Jobert Minhoca (PSDB), pede agenda com o responsável pelo órgão que regulamenta o preço praticado pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), detentora do serviço no município após contrato de concessão.

O documento trata de convite ao dirigente à sede do Legislativo visando explicações a respeito do aumento da taxa de água e esgoto, principalmente por ocorrer “durante pandemia que ocasionou grave crise econômica”. A medida aponta que a revisão tarifária é “muito superior aos valores médios, impactando diretamente o orçamento de famílias, empresas e serviços”. A proposta, contudo, não tem previsão em relação à possível data da vinda do responsável da Arsesp, alternativa que tende a ser negociada, uma vez que a Câmara possui limitação quanto a convocar o comandante do órgão estadual.


Jobert Minhoca (PSDB) diz que convite acelera passos de apuração das falhas
Foto: Claudinei Plaza/ DGABC

O procedimento foi aprovado em meio à tentativa da oposição em emplacar CPI, cujo objeto é apurar, como ponto principal, a elevação da taxa no período de dois anos pós-acordo com a Sabesp – o requerimento envolvendo a instauração da comissão, ainda sem o número suficiente de assinaturas, cita majoração de 23% neste intervalo. A iniciativa com o ofício pode resultar em discurso governista no sentido de neutralizar a proposta de investigação sobre o tema. Isso porque, se houver colaboração da Arsesp, na visão de parte da base, o elemento central da CPI perderia substância.

“Tem vereador querendo instalar CPI. Agora, a agenda com o diretor-presidente (da Arsesp) conseguiria acelerar o processo para entender a situação do reajuste sem fazer politicagem. Consideramos que houve aumento abusivo no pior momento para o País, Estado e municípios, com alta do índice de desemprego, pessoas depressivas, ansiosas e sem renda. Não cabe aumento acima da inflação. Tivemos muitas reclamações de moradores. A ideia é entender se o percentual foi de ponta a ponta, de Utinga a Paranapiacaba. Por isso, o requerimento traz agilidade”, pontuou Minhoca. “Veremos se a Arsesp nos atende. O segundo passo é cobrar a bancada de (seis) deputados estaduais (do Grande ABC) para darmos mais força ao pedido”, sustentou o tucano.

A Arsesp afirmou que ainda não recebeu o requerimento.

MANDADO

Autor do requerimento de CPI, Ricardo Alvarez (Psol) entrou com mandado de segurança na Justiça com pedido de liminar para que seja instaurada CPI da Sabesp. A solicitação de abertura foi apresentada na sessão do dia 17. O parlamentar alega que protocolou o requerimento com adesões necessárias, mas que o documento não foi lido na ocasião. Na plenária, quatro vereadores retiraram assinatura. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;