Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Consórcio discute na quinta-feira
adesão ao ‘passaporte da vacina’

Celso Luiz/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Documento daria autorização para imunizados frequentarem bares, restaurantes e shoppings; medida entra em vigor nesta semana na Capital


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

24/08/2021 | 00:01


 As prefeituras do Grande ABC vão debater na quinta-feira, em assembleia no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, a adesão coletiva ao ‘passaporte da vacina’, um documento individual que ateste a imunização contra a Covid e que pode dar acesso a lugares com presença de público. 

A discussão na região se dará três dias depois que o prefeito da Capital, Ricardo Nunes (MDB), anunciou, inicialmente, que adotará a medida para que os moradores da cidade de São Paulo possam frequentar bares, restaurantes, eventos e até jogos de futebol.

O Diário questionou as administrações da região sobre a possibilidade de as prefeituras que formam as sete cidades adotarem medida semelhante à da Capital. A administração de Santo André, cujo prefeito Paulo Serra (PSDB) também é presidente do Consórcio Intermunicipal, informou que o debate está agendado para ocorrer na quinta, em assembleia, quando todos os chefes de Executivos deverão participar. 

“Para tal ação surtir efeito é necessário que todas as cidades da região adotem a mesma medida. Por isso, este assunto será debatido na próxima quinta-feira em reunião dos sete prefeitos do Grande ABC, por meio do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC”, informou o Paço andreense por meio de nota.


Documento seria utilizado por clientes que desejam frequentar bares, shoppings e eventos. 
Foto: Celso Luiz/ DGABC

Ontem, pela manhã, o prefeito da Capital declarou que os moradores da cidade só poderiam frequentar bares e restaurantes, por exemplo, se comprovassem ao menos que tenham tomado uma dose do imunizante contra a Covid-19. Caso o estabelecimento mantenha um ou mais clientes que não consigam comprovar que foram vacinados, o comércio será multado. O discurso, entretanto, mudou ao longo do dia, quando o secretário de Saúde da cidade, Edson Aparecido, alegou que o comprovante será opcional para bares, restaurantes e shoppings. Mas fez ressalva de que restaurantes com eventos e teatros de shoppings precisam do passaporte da vacina. A comprovação da imunização será realizada por meio de aplicativo, que está em fase de desenvolvimento, e que deverá ser lançado até o fim da semana. 

Cidades do Grande ABC, com exceção de São Caetano, ainda mantêm regras sanitárias para estabelecimentos como bares, restaurantes e shoppings, que devem obedecer limite de horário (das 6h à meia noite) e de ocupação (80% da capacidade) até o dia 31. O governo do Estado, por sua vez, extinguiu as regras da quarentena no dia 17 e não há mais restrições de público nem de horário. 

A Prefeitura de São Bernardo informou que tem atuado para ampliar a cobertura vacinal e que o município já conta com regras rígidas como forma de evitar a disseminação da doença. Mesmo entendimento de Diadema, que alegou que a cidade adota diversas ações para estimular a população da cidade para se vacinar e que não há previsão para adoção de comprovante para que clientes adentrem em estabelecimentos comerciais.

São Caetano declarou que seguirá as normas do Plano São Paulo. Já Mauá e Ribeirão Pires informaram que não há definição sobre o assunto por parte da administração. Rio Grande da Serra não respondeu aos questionamentos.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;