Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Barulho fora do comum tira o sono dos moradores de Santo André

Celso Luiz/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ruídos têm origem no polo petroquímico, começam à noite e só param no início do dia


Matheus Moreira e Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

18/08/2021 | 17:12


Moradores dos bairros localizados próximos ao Polo Petroquímico de Capuava, na divisa entre Santo André, Mauá e a Capital tiveram dificuldade para dormir tanto na noite de segunda-feira (16), quanto nessa terça (17). E o motivo foram barulhos altos, semelhantes ao de uma turbina de avião, que começam por volta das 22h e só cessam no início da manhã.

William Borges, morador do Parque João Ramalho - que fica pouco mais de dois quilômetros do polo –, além do barulho que incomoda bastante, o clarão emitido pela queima de gases pela flare pode ser visto. “Fomos obrigados a conviver com um barulho insuportável que se alastrou por incontáveis horas, atrapalhando o sono e o bem-estar das pessoas que precisavam acordar cedo para o trabalho, além de uma luminosidade bem diferente da que estamos acostumados”, disse.

Outra pessoa que teve seu sono interrompido pelo barulho foi a Sandra Varandas, moradora da Vila Homero Thon – que fica cerca de cinco quilômetros do polo. Segundo a andreense, o fogo vindo das empresas estava muito mais alto que o normal e durou a noite toda. “A chama vindo do polo estava mais alta que o comum e o barulho também. Isso durou a noite toda. Tirou nosso sono”, completou.

Rodrigo Uchoa, gerente de comunicação da Braskem, uma das principais empresas que operam no polo, disse que a empresa está ciente das reclamações dos moradores, mas que até o momento a companhia não achou o motivo do barulho. “Nós sabemos que há esse incomodo. Conversamos internamente e há uma investigação para tentarmos descobrir a razão desse ruído, mas até agora não temos um motivo. É uma preocupação que temos”, finalizou. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;