Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 26 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Código-fonte híbrido é tendência em softwares de empresas, afirma especialista

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação
Do 33Giga

17/08/2021 | 10:18


A escolha de softwares é uma das grandes dores de cabeça para empresas de todos os tamanhos e níveis. Se antes, porém, uma das dúvidas era decidir pela utilização de códigos-fontes abertos ou fechados, agora uma nova tendência começa a tomar forma no segmento de tecnologia: os códigos híbridos.

Leia mais:
20 mistérios que a ciência não foi capaz de solucionar
UVB-76: a rádio russa fantasma que emite mensagens misteriosas
Travis Walton | O caso de abdução mais famoso da história

Códigos híbridos são aqueles que trazem o melhor dos dois mundos. Neles, são usados os abertos para o desenvolvimento de softwares que garantem o suporte, o domínio e a segurança da aplicação. Tudo isso por um custo muito menor”, afirma Arthur Ozassa, Digital Business na Connectcom, empresas de tecnologia e referência em soluções de TI.

Se você tem alguma dúvida sobre tecnologia, escreva para  e suas questões podem ser respondidas

O código-fonte é a forma original como um software foi escrito por um desenvolvedor. Quando um software tem código aberto, o criador permite a qualquer pessoa utilizá-lo de graça, incluindo modificá-lo e distribuí-lo, para qualquer finalidade (por exemplo, o Linux). Já o código fechado é distribuído com uma licença (é pago) e não pode ser adaptado (por exemplo, o Windows).

“As principais vantagens do código aberto são o custo zero e a melhoria contínua do software. Já o código fechado oferece melhor gerenciamento e suporte do sistema. O que empresas de tecnologia têm começado a fazer é usar um código aberto, customizá-lo e oferecê-lo de forma híbrida de acordo com a necessidade de cada cliente”, diz Ozassa.

Segundo ele, códigos híbridos também permitem tomar a melhor decisão na questão da segurança do software. “A empresa vai escolher o nível de segurança da segurança da solução, que é monitorada pelo provedor. Neste caso, o conceito é mais próximo do código fechado, que oferece esse melhor gerenciamento e suporte do sistema.”



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;