Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Vilarejos do Japão convidam para uma viagem ao passado

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Redação
Do Rota de Férias

12/08/2021 | 07:56


Alguns vilarejos do Japão mantêm, até hoje, costumes feudais que remontam ao século 17. É o caso de Shirakawa-go, na província de Gifu, e das pequenas cidades de Gokayama, em Toyama, que oferecem aos visitantes uma espécie de viagem ao passado.

Clique neste link para comprar chip viagem internacional Japão. Use o cupom rotadeferias na Viaje Conectado para ganhar até 10% de desconto e acessar a internet do mundo inteiro.

Ambas as vilas são marcadas por uma arquitetura distinta, que destaca casas de madeira no estilo gassho-zukuri, comum em aldeias agrícolas do Japão antigo e que são uma obra de arte da carpintaria. Altas, as edificações chamam atenção por serem construídas sem pregos.

Os telhados, feitos de palha e capim, formam um ângulo de 60 graus e se estendem quase até o chão. Assim, facilitam o escoamento da neve, já que faz bastante frio em ambas as regiões durante o inverno.

Vilarejos do Japão: tradição viva

Os vilarejos do Japão de Shirakawa-go e espalhados por Gokayama ficam encarapitados em regiões montanhosas e foram tombados como Patrimônio Cultural Mundial da Unesco em 1995. Confira detalhes a respeito de ambos os destinos.

Shirakawa-go

Aos pés do Monte Hakusan, uma das montanhas sagradas do Japão, em Gifu, Shirakawa-go é lar do pequeno povoado Ogimachi, um local praticamente intocado que data do período pré-moderno japonês.

Ali, não faltam residências e hospedarias abertas para o público, a exemplo da Casa Wada e da Casa Kanda. A primeira, a maior da vila, tem dois andares liberados para visitantes e está rodeada por um belo jardim japonês. Já a segunda, com mais de 150 anos, tem quatro andares que recebem turistas.

Os museus locais preservam a história dos vilarejos do Japão. É o caso do Gassho-zukuri Minkaen, que fica ao ar livre e recria a dinâmica e estrutura de uma vila feudal do país, com casas, armazéns agrícolas e um templo. O Museu de Seda da Casa Tajima, por sua vez, expõe o cultivo da seda, uma das principais indústrias de Shirakawa-go na era pré-moderna.

LEIA MAIS: VISTO PARA O JAPÃO: COMO TIRAR, DOCUMENTOS E VALORES
POR QUE OS BRASILEIROS TEM VIAJADO CADA VEZ MAIS AO JAPÃO

  • Quando ir

Durante a primavera, as flores de cerejeira se  espalham pela cidade. No inverno, Shirakawa-go fica coberta de neve e recebe iluminação especial da estação. Há um mirante no vilarejo que permite uma visão panorâmica da cidadezinha formada pelas tradicionais casas gassho-zukuri.

  • Onde fica

Gifu fica na região central do Japão. A maneira mais rápida de chegar a Shirakawa-go desde a capital Tóquio é pegar o Hokuriku Shinkansen, famoso trem-bala, até Toyama (cerca de duas horas e meia de viagem). Dali, a viagem pode seguir de ônibus em mais uma hora e meia de trajeto.

Vai viajar de avião para o Japão? Pesquise aqui as melhores opções de passagens aéreas.

Gokayama

Em Toyama, província vizinha de Gifu, na região de Gokayama, estão as aldeias rurais Ainokura e Suganuma, que assim como Shirakawa-go preservam a arquitetura e o estilo de vida dos vilarejos do Japão antigo.

Suganuma é um importante distrito de preservação nacional de edifícios históricos. A vila tem nove casas gassho-zukuri. Uma delas abriga o Museu Folclórico de Gokayama que expõe cerca de 200 itens que revelam a vida cotidiana tradicional nas montanhas. No andar de cima, é possível ver a estrutura interna do telhado, além de ferramentas para tratar o bicho-da-seda.

O vilarejo de Ainokura, por sua vez, mantém o cenário nostálgico com as suas 20 casas típicas em meio a terras agrícolas, paredes de pedra e floresta. Um dos pontos turísticos da região é o Museu do Folclore Ainokura, cujo acervo abriga objetos usados na vida diária durante o período Edo.

Seguro viagem para o Japão – Ganhe 5% de desconto ao usar o cupom ROTADEFERIAS5 na caixa “Cupom de desconto” da Seguros Promo.

  • Quando ir

Em março, Suganuma se ilumina durante a noite, enquanto Ainokura promove eventos do gênero várias vezes ao longo do ano. De qualquer forma, vale visitar ambas as regiões em qualquer estação, já que as paisagens são sempre fascinantes.

  • Onde fica

O acesso à Gokayama é feito de ônibus, a partir das estações de trem de Toyama, cidade próxima, da qual também partem ônibus para Shirakawa-go. Em Toyama, é possível pegar o Ônibus do Patrimônio da Humanidade na na estação Shin-Takaoka, que vai diretamente aos vilarejos do Japão em Gokayama em um trajeto de uma hora.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;