Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Região tem semana com menos mortes e casos de Covid em 2021

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Cidades registram 77 óbitos e 2.372 infectados nos últimos sete dias


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

08/08/2021 | 00:01


O Grande ABC encerrou ontem a 73ª semana epidemiológica da pandemia com o menor número de mortes em decorrência da Covid em 2021. Foram 77 óbitos entre o domingo, dia 1º, e ontem. Esse é o menor número desde os 62 falecimentos registrados entre 27 de dezembro e 2 de janeiro, semana que teve resultado comprometido em razão do Ano-Novo. Antes disso, a semana menos letal havia sido entre 22 e 28 de novembro, com 71 perdas.

O número de novos casos de coronavírus também apresentou queda na semana. De acordo com informações das prefeituras, foram 2.372 infectados nos últimos sete dias. Também é o menor número desde a semana do Ano-Novo, quando foram computados 1.913 casos. Antes, a semana com menos registros foi entre 1º e 7 de novembro, com 1.572 contaminações.

Ontem apenas Santo André, São Bernardo e São Caetano divulgaram boletins e foram reportadas quatro mortes – três em São Bernardo e uma em São Caetano – e 286 casos de Covid – 154 em São Bernardo, 120 em Santo André e 12 em São Caetano. No total, já são 9.748 falecimentos e 240.208 moradores da região contaminados com o coronavírus, sendo que, destes, 223.068 já estão recuperados da doença.

ESTADO
São Paulo registrou ontem quedas inéditas nos balanços, com redução de 70% nas médias móveis de internações e óbitos, com baixa para menos de 5.000 pessoas internadas em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), marca que não era atingida desde 3 de janeiro.

Além disso, a média móvel de novas mortes é de 240, três vezes menor que o recorde verificado na segunda onda (813). O dado também é inferior às médias registradas no pico da primeira onda, quando variou de 244 a 278 entre a segunda quinzena de junho e a primeira quinzena de agosto de 2020.

Desde o início da pandemia são 4.113.741 casos, sendo que 3.784.006 já estão recuperados, incluindo 429.909 que foram internadas e receberam alta hospitalar. Houve 140.677 mortes pela doença. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;