Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara aprova empréstimo de R$ 30 mi a Volpi recapear Ribeirão

Claudinei Plaza/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Paço terá 96 meses para quitar e dá FPM como garantia; oposição critica falta de informações


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

06/08/2021 | 01:19


A Câmara de Ribeirão Pires aprovou autorização para que o governo do prefeito Clóvis Volpi (PL) firme contrato de empréstimo de R$ 30 milhões junto ao Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento), da Caixa, para execução de obras de recapeamento de vias na cidade. A proposta foi avalizada por 14 votos a dois (contrários de Márcia Coletiva de Mulheres, do PT, e Amanda Nabeshima, PTB) e segue para sanção de Volpi.

Pelo contrato, o prazo de quitação será de 96 meses, com carência de dois anos. O pagamento desse empréstimo será feito com verba própria, conforme o Executivo. “Após a liberação do recurso, a Prefeitura pretende dar início ao maior cronograma de obras de infraestrutura da história de Ribeirão Pires”, assegurou a gestão do liberal.

Na justificativa do projeto de lei, o governo Volpi informou que a garantia do valor e dos encargos da operação de crédito serão a receita e parcelas de cotas do FPM (Fundo de Participação dos Municípios). Ainda conforme a administração, a parceria resultará em “incremento do patrimônio municipal, permitindo o seu desenvolvimento econômico e social por meio de investimentos em infraestrutura”. “Desde logo, haverá melhoria na qualidade de vida da população, que será atendida em seus anseios e expectativas por meio da presente administração.”

O projeto de lei foi incluído na pauta de votação a pedido do Paço – em requerimento de urgência. “Entendemos que (esse texto) dribla a falta de recursos. Mais uma vez o projeto está mal escrito, sem informações concretas. Não constam no projeto os locais de implantação do investimento. Além disso, imagina a dívida para os próximos governantes, para as próximas gestões?”, esbravejou Márcia. “A gente precisa de projeto que incentive as empresas a ficar na cidade, incentivar o comércio”, emendou a petista, contrária à proposta.

Na visão de Amanda, também da oposição, firmar empréstimo desse valor em meio à celebração de recentes conquistas financeiras por emendas e aporte do governo do Estado é contrassenso, em especial pelo momento delicado financeiro que o próprio prefeito diz ter herdado de Adler Kiko Teixeira (PSDB). “O prefeito Clóvis Volpi, junto desta casa, conseguiu emendas que chegam a R$ 36,5 milhões em seis meses de mandato. Sem contar os R$ 16 milhões para (concluir) o Hospital Santa Luzia (aporte do governo paulista). Empréstimo de R$ 30 milhões não é necessário diante do empenho que todos nós, juntos, temos para trazer emendas para nossa cidade.”

SECRETARIA
Os vereadores também confirmaram a recriação da Secretaria de Assuntos Estratégicos, que deve ficar sob responsabilidade de Raphael Volpi, filho do prefeito. Foram 15 votos favoráveis e apenas Márcia foi contra. “Vai de encontro à reforma administrativa aprovada por esta casa. Contra tudo que o prefeito disse que iria fazer. Dos R$ 4 milhões que ele disse que iria economizar, foram gastos R$ 2 milhões com cargos e secretarias. Mais uma vez enchendo a máquina para contemplar o apoio do nosso nobre prefeito.”

O Paço argumenta que a nova pasta ficará responsável por gerenciar as operações de crédito e a chegada de verbas de emendas parlamentares. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;