Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Reforma tributária deve ser votada no mais tardar na semana que vem

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


04/08/2021 | 10:46


O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse nesta quarta-feira (4) que a reforma tributária deve estar na pauta da Casa no mais tardar na semana que vem. De acordo com Lira, ainda há um debate a ser feito sobre a agenda de votação nesta semana, quando a Câmara precisará decidir se vota primeiro a reforma ou o projeto que trata da privatização dos Correios, dois temas que têm dividido o Parlamento.

"Há dúvidas se nós votamos a privatização dos Correios esta semana, e a reforma tributária na terça, ou a tributária na terça, e os Correios na próxima semana. Esse é só um ajuste que nós vamos fazer esta semana ainda na Câmara dos Deputados", disse Lira em entrevista ao programa Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes.

Ele lembrou que a parte infraconstitucional da reforma tributária, que consiste em mudanças realizadas por projetos de lei, será o objeto de votação da Câmara. "Na parte infraconstitucional, a Câmara ficou com Imposto de Renda de Pessoa Física, Jurídica e Dividendos, que nós deveremos estar votando esta semana, no mais tardar, começo da próxima", afirmou.

O presidente da Câmara disse ainda que o Senado deve votar na quinta-feira (5) a parte da Reforma Tributária referente ao passaporte tributário e ao Refis, programa de parcelamento de débitos tributários. "Tenho a informação que estará sendo votado amanhã no Senado, e logo após virá para Câmara para cumprir o rito bicameral", declarou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;