Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Defesa de Volpi pede para que inquérito sobre panfleto seja aberto

André Henriques / DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Assessor de Carla é suspeito de distribuir jornal contra prefeito em Ribeirão


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

27/07/2021 | 00:50


A defesa do prefeito de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi (PL), peticionou ontem pela abertura de inquérito para apurar a distribuição de panfleto apócrifo por um menor de idade que se identificou como parente de um assessor da deputada estadual Carla Morando (PSDB), de São Bernardo.

Advogados que trabalham para Volpi se encaminharam para o 1º DP de Ribeirão, no Centro, diante de informações de que o BO (Boletim de Ocorrência) registrado no sábado corria risco de ser arquivado. O Diário apurou que, depois da conversa, inquérito encaminhou para ser instaurado.

No sábado, o Diário mostrou que um jovem de 14 anos foi flagrado distribuindo panfleto apócrifo com informação que Volpi havia tido seu diploma de prefeito cassado pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo). O material ainda trazia notícias negativas à gestão do liberal e cópias de capas do jornal Folha de Ribeirão Pires, de propriedade do ex-vice-prefeito Edinaldo de Menezes, o Dedé (Cidadania), opositor ao atual chefe do Executivo.

Ao ser pego no Jardim Santa Eliza, o rapaz disse ser sobrinho de Gilmar Miranda, assessor de Carla, e que estava a mando do tio. Ao Diário, Carla comentou que desconhecia qualquer material confeccionado contra Volpi e que, “por ser sábado, Gilmar está em seu dia de folga e não respondia a serviço da deputada”. Ela declarou ainda que “se for comprovado que Gilmar cometeu qualquer irregularidade, vai responder civil e criminalmente. Carla Morando também destaca que é contra qualquer material que não reproduza fatos verdadeiros”.

Gilmar é de família tradicional em Rio Grande da Serra que hoje dá sustentação ao governo do prefeito Claudinho da Geladeira (PSDB), atualmente integrante do grupo político do chefe do Executivo de São Bernardo e marido de Carla, Orlando Morando (PSDB). Seu irmão Agnaldo é vereador pelo PL. Gilmar, que foi secretário no governo do ex-prefeito Gabriel Maranhão (Cidadania), hoje recebe R$ 6.318,07 por mês na função de staff da parlamentar tucana. O valor é maior do que o subsídio pago aos vereadores de Rio Grande, de R$ 6.000.

Volpi comentou que não conhece Carla e que, por isso, não poderia analisar se a tucana seria capaz de capitanear tal ação. “Se eu fosse deputado jamais faria isso e, se meu assessor fizesse, o demitiria na hora”, disse. “No meu ponto de vista, essa atitude pode não ter saído dela, mas da cabeça do próprio assessor. Mas ele colocou a imagem dela em xeque, porque é funcionário dela. É muita ingenuidade e infantilidade.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;