Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 22 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Andreense do skate, Giovanni Vianna estreia na Olimpíada

Júlio Detefon/CBSk/Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Formado na pista no Ana Brandão, jovem de 20 anos debuta junto da modalidade nos Jogos de Tóquio


Dérek Bittencourt
Diário do Grande ABC

24/07/2021 | 08:47


Do Parque Ana Brandão, em Santo André, para o skatepark montado no Ariake Urban Sports Park, em Tóquio, onde acontecerão a partir de hoje as disputas do skate pela primeira vez na história de uma Olimpíada. Esta é a trajetória do andreense Giovanni Vianna, 20 anos, um dos representantes do País na modalidade. Conhecido como Gingerzilian (junção de ginger e brazilian, respectivamente ruivo e brasileiro, em inglês), ostentava longos cabelos avermelhados, que foram aparados. Porém, o atleta buscará mostrar na capital japonesa que sua força não vinha da cabeleira, mas, sim, de tudo o que aprendeu desde os 2 anos, quando iniciou sobre o shape e as rodinhas desbravando os mais diversos pontos da cidade e do Grande ABC.


“Se não tivesse toda a força dos meus pais, eu talvez não estaria aqui. Se não fossem meus amigos, que estavam sempre andando comigo, talvez não estivesse nesse nível”, destaca o skatista em minidocumentário publicado recentemente pelo Canal OFF.


A temporada de 2020 foi de altos e baixos para Giovanni. Afinal, foi o ano no qual o andreense se profissionalizou, mas, por outro lado, sofreu lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito. Ainda assim, depois da cirurgia e de muita fisioterapia, se recuperou a tempo de conquistar a vaga nos Jogos Olímpicos.


“Espero que por causa da Olimpíada muita gente entre no mundo do skate, saiba da história, porque é um esporte que salva muitas vidas e é um estilo de vida. As pessoas têm que saber disso”, deseja o skatista, que tem ainda outros anseios com sua participação nos Jogos. “Quero mostrar meu skate, para que as pessoas vejam que é verdadeiro, do coração. Quero ser lembrado por esse motivo: por alguém que olhou para mim, andando, e despertou algo nela para ser inserida na cultura do skate.”


Em entrevista recente à revista cemporcentoskate.com.br, o skatista lamentou a possibilidade de o parque que serviu como palco para tantos aprendizados, manobras e quedas ser destruído para a construção de um piscinão. “Tenho grande história ali, todos os meus amigos são de lá. Se derrubarem o Ana Brandão não vai doer só para mim. Os moleques aqui da vila não têm dinheiro para ir a outros lugares. São vários sonhos que existem ali, um lugar onde todo mundo cola, faz churrasco, anda de skate.”


Outros atletas da região em ação hoje: a nadadora do Sesi São Bernardo, Etiene Medeiros, no revezamento 4x100 m, e a moradora de Santo André Tamires, no futebol, contra a Holanda. Já o ginasta de São Caetano Arthur Zanetti disputaria na madrugada as classificatórias das argolas.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;