Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Jogos Olímpicos 2021: história, atrações e curiosidades de Tóquio

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Redação
Do Rota de Férias

22/07/2021 | 07:56


Os Jogos Olímpicos fizeram o mundo voltar os olhos para Tóquio, no Japão. Elétrica, plural e extremamente populosa, a capital do país costuma surpreender quem a visita.

A começar pelo povo, que é extremamente gentil. Em Tóquio, respeito é palavra de ordem, e é por isso que, embora a maior parte da população não tenha concordado com a realização dos Jogos Olímpicos por conta da pandemia de covid-19, as regras de convivência e proteção aos atletas vêm sendo seguidas à risca.

Reserva de hotéis com opção de cancelamento gratuito no Booking. Confira aqui as melhores opções em Tóquio.

Por enquanto, o país está fechado para quem chega do Brasil e de diversos outros países. Mas quando os Jogos Olímpicos passarem e a pandemia for controlada, vale a pena se planejar para visitar Tóquio.

Tóquio: de terremoto aos Jogos Olímpicos

Jezael Melgoza on Unsplash
Tóquio, sede dos Jogos Olímpicos 2021

 

Antes de explorar Tóquio, vale a pena saber um pouco mais de sua história. Fundada em 1457, a cidade se chamava Edo até 1868, quando foi transformada na capital japonesa, substituindo Kyoto.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Alguns anos depois, em 1923, a sede dos atuais Jogos Olímpicos enfrentou uma das maiores tragédias de sua história: um terremoto praticamente assolou a cidade. Como se não bastasse, duas décadas depois, Tóquio foi bombardeada durante a Segunda Guerra.

Extremamente trabalhadores e organizados, porém, os japoneses reergueram e renovaram sua capital aos poucos. Hoje, mais de 12 milhões de pessoas vivem na vanguardista metrópole, cuja imagem ganhou o mundo com a realização das Olimpíadas 2021.

Quando ir a Tóquio

Divulgação
Cerejeiras colorem o Japão em abril

 

Quem está acompanhando os Jogos Olímpicos nota que é verão em Tóquio e a temperatura está agradável, girando entre 20º e 28º. De maio a agosto, os meses mais quentes do ano, é um bom período para visitar a capital do Japão, uma vez que não chove muito.

Vai viajar de avião para o Japão? Pesquise aqui as melhores opções de passagens aéreas.

No fim do ano, o frio chega e, em alguns dias, os termômetros ficam abaixo de zero. Para quem deseja ver a sakura, quando as flores das cerejeiras pintam o país de branco e rosa, o mês ideal é abril. Neste caso, vale a pena não ficar apenas na capital, mas também visitar outras cidades que ficam especialmente encantadoras na primavera, a exemplo de Yamanashi, Hakodate e Hirosaki.

Curiosidades de Tóquio

  • A cidade é extremamente populosa

Ryoji Iwata on Unsplash
Há sempre muita gente nas ruas de Tóquio

 

Apesar de ser extremamente populosa, com 13 mil habitantes por quilômetro quadrado (São Paulo tem cerca de 8.000, para efeito de comparação), Tóquio prima pela organização.

  • Algumas calçadas de pedestres têm mão de trânsito

Para controlar o fluxo de gente, as calçadas, sobretudo em bairros que vivem cheios, como Shibuya, chegam a ter mão de trânsito, com uma turma indo pela esquerda e voltando pela direita. Assim, você só vê alguém atravessando as multidões para entrar em uma loja, comércio ou acessar uma das muitas máquinas de produtos espalhadas pelas calçadas.

Clique neste link para comprar chip viagem internacional Japão. Use o cupom rotadeferias na Viaje Conectado para ganhar até 10% de desconto e acessar a internet do mundo inteiro.

  • O metrô é extremamente organizado

Outra curiosidade da sede dos Jogos Olímpicos é o metrô. Infelizmente, a cidade não está recebendo turistas durante o evento, mas caso estivesse, nem teria de se preparar muito para ele, de tão organizado que o sistema de transporte é normalmente.

Só não é fácil entender qual bilhete comprar e por qual linha seguir, por conta do idioma. Mas em Tóquio, especialmente, muita gente fala inglês (e há muitas placas indicativas no idioma, também) e tem prazer de ajudar quem chega de fora. Para quem fala apenas português, o jeito é se virar nas mímicas.

  • Nem todas as ruas têm nomes

Um pouco mais confuso é descobrir que muitas ruas da capital japonesa não têm nomes ou números. Isso mesmo. Os locais usam referências de áreas e blocos para se localizarem, o que é bastante confuso para quem chega de fora.

  • Há luzes por todos os lados

Aleksandar Pasaric no Pexels
Ruas iluminadas de Tóquio

 

Prepare-se para se perder, portanto, em meio a um emaranhado de anúncios coloridos, telões gigantescos e placas indicativas. Não se importe. Isso faz parte da diversão de viajar pelo Japão.

Clique neste link para comprar chip viagem internacional Japão. Use o cupom rotadeferias na Viaje Conectado para ganhar até 10% de desconto e acessar a internet do mundo inteiro.

5 atrações imperdíveis em Tóquio

Na hora de planejar o que fazer em Tóquio, a lista é imensa e inclui visitas a bairros como Shibuya, Harajuku, Ginza, Akihabara e Nakameguro. Isso sem contar a gastronomia da sede dos Jogos Olímpicos 2021, uma das mais espetaculares do planeta.

Há pelo menos cinco atrações, no entanto, que são realmente imperdíveis na capital do Japão. Vamos a elas.

  • Shibuya

Jezael Melgoza on Unsplash
Shibuya

 

Sabe aquelas imagens de cruzamentos de ruas malucos, com gente passando por todos os lados? Ele fica em Shibuya e reúne oito semáforos. Vale a pena ir lá de dia e de noite, para ver o local iluminado. Aproveite para espiar as lojas de artigos multicoloridos e butiques da moda que se espalham pelo bairro.

  • Akihabara

Jezael Melgoza on Unsplash
Akihabara

 

Tóquio tem tudo a ver com tecnologia, e se essa é sua praia, Akihabara é uma espécie de paraíso na Terra do Sol Nascente. Geeks, cosplays, turistas e nativos se misturam aos montes no bairro, repleto de lojas de eletrônicos com bons preços.

LEIA MAIS: OLIMPÍADAS DE TÓQUIO: MINISSÉRIE MOSTRA CAPITAL JAPONESA E PREPARATIVOS PARA O EVENTO
TÓQUIO, KYOTO, OSAKA… ÁLBUM REVELA AS CIDADES MAIS FAMOSAS DO JAPÃO

  • Palácio Imperial

Uma atração clássica é visitar o Palácio Imperial de Tóquio, no distrito de Chiyoda. O complexo fica em meio a um parque verde e conta com diversos templos, sem contar o Castelo de Edo.

  • Sensoji

Scott Milton on Unsplash
Sensoji

 

Ainda no clima da tradição, não deixe de visitar o templo budista Sensoji. Fundado em 645, é o mais antigo da cidade. É lá que fica o portal Kaminarimon, que rende lindas fotos, além de um pagode e diversas torres belíssimas.

  • Tsukiji Shijo

Como ir à sede dos Jogos Olímpicos 2021 e não visitar um mercado de peixes? O mais famoso em Tóquio é o Tsukiji Shijo, o maior do mundo no gênero. Pelas manhãs, ocorrem curiosos leitões de atum. Chegue cedo para curtir o movimento.

Onde ficar em Tóquio

  • Citadines Central Shinjuku

Como quase todos os hotéis no Japão, os quartos aqui são pequenos. A vantagem deste hotel é ficar bem localizado, próximo da estação de Shinjuku, que dá acesso a várias atrações. 

Faça aqui sua reserva no Citadines Central Shinjuku

  • Hotel Akihabara Suite

O bom custo-benefício é a grande atração deste hotel, situado na área norte de Tóquio. Tem quartos com cozinha e varanda e não fica longe do centro da cidade.

Faça aqui sua reserva no Hotel Akihabara Suite

  • Hotel SAILS Asakusa

Moderno e com quartos com piso de madeira, este hotel fica perto de alguns templos e de uma série de lojas. Fica a pouco mais de 10 minutos do aeroporto internacional. 

Faça aqui sua reserva no Hotel SAILS Asakusa



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;