Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 26 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

A caminho da Capital?


Do Diário do Grande ABC

16/07/2021 | 00:10


O entra e sai de funcionários carregando móveis de um dos endereços comerciais mais icônicos de São Caetano, o edifício de fachada envidraçada na esquina da Rua Samuel Klein com a Avenida Conde Francisco Matarazzo, no Centro, chamou a atenção de quem passava pelo local nos últimos dias. O vaivém despertou curiosidade porque ali funciona, desde 1957, a sede de uma das mais importantes cadeias de lojas do Brasil, a Casas Bahia, hoje parte de um conglomerado econômico, a Via (antiga Via Varejo), que no ano passado registrou lucro de R$ 1 bilhão. A movimentação realça desconfiança que circula nos bastidores já há algum tempo: a empresa deve, em breve, deixar o Grande ABC.


Por ora, a informação oficial é a de que o encerramento das atividades no prédio são-caetanense atende tão-somente à estratégia da companhia de abrigar na Capital, onde eles moram, cerca de 800 empregados do setor administrativo – mais 1.100 permaneceriam na cidade do Grande ABC, mas realocados no edifício onde funciona o departamento de TI (Tecnologia da Informação), e outros 2.000 atuariam em home-office. Mas a transferência definitiva da sede administrativa da Via para São Paulo parece ser favas contadas. Funcionários graduados da companhia, a par das negociações, não hesitam em admitir em off, ou seja, com os gravadores desligados, a hipótese que não podem confirmar em on.


Se a mudança da sede administrativa da dona da marca Casas Bahia de fato ocorrer, será novo baque para as sete cidades, que já perderam nos últimos anos grandes empresas, inclusive algumas de capital aberto, como a Mangels, que trocou São Bernardo por Três Corações, em Minas Gerais. Sem a representante são-caetanense, permaneceriam na região apenas três companhias com ações comercializadas na bolsa de valores: CVC Corp, Bombril e Tegma Gestão Logística. Se quiser manter sua relevância econômica, o Grande ABC precisa urgentemente desenvolver políticas capazes de, mais do que atrair novos investimentos, preservar em seus domínios os bons negócios que já existem. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;