Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 17 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Em Cannes Lions, País traz 5 prêmios para ações 'Mobile'



25/06/2021 | 08:55


Depois de receber dois Grand Prix no setor de Entretenimento, o Brasil continuou com bom desempenho no Cannes Lions - Festival Internacional de Criatividade de 2021 na categoria de Mobile Lions, que escolhe os melhores trabalhos publicitários para veiculação em dispositivos móveis. O País trouxe três Leões de Ouro nessa categoria, no melhor desempenho entre os prêmios revelados ontem. O Estadão é o representante oficial de Cannes Lions no País.

Em Mobile Lions, o País recebeu um total de cinco Leões, sendo três de ouro: Aqka/Instituto Raoni, Aqka/Netflix e Gut/Mercado Livre. A categoria ainda trouxe uma prata e um bronze, ambos para a Akqa, para as campanhas para Netflix e Instituto Raoni.

Para Renato Zandoná, diretor executivo de criação da Akqa São Paulo, que ganhou quatro Leões em Mobile Lions, "o interessante deste ano foi a variedade de projetos que receberam premiação".

Em parceria com o Instituto Raoni, a agência lançou o Código da Consciência. O projeto consiste em um software de código aberto que utiliza mapas georreferenciados de áreas protegidas do mundo - a ferramenta permite que esse banco de dados seja conectado ao sistema de GPS de máquinas, como tratores e escavadeiras, por exemplo. Dessa maneira, é possível detectar quando o maquinário entra em áreas proibidas. Caso ocorra, o software envia mensagens de alerta para o celular.

Já com a Netflix, a intenção foi celebrar o "poder da narrativa" dentro de um projeto intitulado "One Story Away" (em tradução livre, "a uma história de distância"). A ação defendeu que as diversas séries e filmes criam emoções diferentes, fornecem novas perspectivas sobre o mundo e fazem as pessoas se sentirem mais próximas umas das outras.

Em Radio & Audio Lions, categoria que premia conteúdos produzidos para rádio ou podcasts, por exemplo, uma ação da Akqa para a cerveja Becks ganhou mais dois Leões - um de ouro e outro de prata.

Com o intuito de "destravar" o paladar dos brasileiros, a Akqa criou uma campanha em que a cerveja desafiou o público a encontrar o amargor da bebida mesmo ao provar outras cervejas mais leves. A iniciativa foi baseada em um estudo belga que comprova que as altas frequências têm a capacidade de realçar a percepção doce, enquanto as baixas, o amargor.

Com isso, a agência criou uma playlist capaz de tornar o sabor de qualquer cerveja mais amargo. Para Zandoná, "esses Leões foram duas grandes conquistas para uma marca que nós estamos construindo junto com a Ambev e que utiliza a música como principal plataforma de conexão com o público".

Outros prêmios

Ainda em Radio & Audio Lions, a agência Africa recebeu um Leão de Bronze para uma campanha para a Associação Brasileira de Psiquiatria.

Também houve Leão de Ouro em Brand Experience & Activation Lions, para Africa/Movimento Go Equal, trabalho que também levou um Leão de Prata. O País ainda trouxe mais dois prêmios: Prata para VMLY&R/Starbucks e Bronze para Soko/Ambev.

Completando os prêmios do dia, o Brasil trouxe um Bronze para Ogilvy/Magazine Luiza em Creative E-commerce (ou seja, ações mais criativas para vendas fomentar vendas online).

O País ficou de fora das premiações de Innovation (Inovação) e Creative Effectiveness.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;