Fechar
Publicidade

Domingo, 1 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Bolsas de NY fecham em alta, com infraestrutura e de olho no Fed



24/06/2021 | 18:04


As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta quinta-feira, em dia marcado pelo anúncio de acordo pela proposta do pacote de infraestrutura no total de US$ 1,2 trilhão nos Estados Unidos, que agora segue para o Congresso. Além disso, o mercado observou indicadores, que apresentaram números que sugerem ainda algum tempo para a recuperação, e foram vistos como um indicativo de manutenção da política monetária acomodatícia do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano). Os posicionamentos públicos de dirigentes da autoridade monetária também foram monitorados. Neste cenário, S&P 500 e Nasdaq renovaram recordes de fechamento.

No fechamento, o Dow Jones subiu 0,95%, a 34.196,82 pontos, o S&P 500 avançou 0,58%, a 4.266,49 pontos, e o Nasdaq registrou ganho de 0,69%, a 14.369,71 pontos.

Outra rodada de dados nos EUA sugeriram que a economia está indo na direção certa, "mas ainda não está desencadeando nenhum temor de que os formuladores de políticas se precipitem para apertar a política monetária", avaliou Edward Moya, da Oanda, após a publicação de números como os pedidos semanais de auxílio-desemprego nesta quinta, que seguem elevados.

Os dados de bens duráveis sugerem que a indústria "ainda está trabalhando para superar os tetos e a escassez de suprimentos", aponta o analista. Citando especificamente a Boeing, diz que a empresa "está se recuperando, mas a escassez de oferta ainda é um grande problema". As ações da companhia tiveram avanço de 2,90%.

Sobre o cenário de nesta quinta, é "difícil não estar em alta, dado que o Fed ainda permanecerá acomodado por mais um tempo e os gastos com infraestrutura parecem inevitáveis", descreveu Moya. Entre discursos de dirigentes do Fed, os presidentes das distritais de Richmond, Thomas Barkin, e da Filadélfia, Patrick Harker, adotaram tom cauteloso, ao reforçarem a visão de que a forte inflação nos EUA é passageira e a retomada da economia, incompleta.

Já as ações do setor de construção, que tendem a ser beneficiadas pelo pacote anunciado nesta quinta por Biden, tiveram destaque, com Martin Marietta Materials saltando 2,49%, acompanhado por MasTec (+3,53%) e AECOM (+3,14%). Já a Tesla, que observa as verbas que a proposta tende a injetar para uma matriz de carros elétricos no país, teve mais um dia de alta, subindo 3,54%.

No Nasdaq, a Microsoft teve alta de 0,53%, marcada pelo lançamento do Windows 11. Nesta semana, a empresa atingiu a marca de US$ 2 trilhões em valor de mercado. Por outro lado, a Amazon recuou 1,56%, em meio a avaliações sobre as vendas de seu Prime Day que, para o Bank of America, não foram tão boas quanto em 2020.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;