Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 29 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Documentos mostram rombo de mais de 50% nas contas da família real por prejuízos causados pela pandemia de Covid-19



24/06/2021 | 13:10


A crise trazida pela pandemia de Covid-19 afetou até mesmo a Rainha Elizabeth II! De acordo com relatório financeiro anual divulgado pela família real, houve um rombo de mais de 50% nas contas da realeza britânica.

Segundo um trecho do relatório, a pandemia impactou no turismo da região, já que os palácios reais não puderam receber visitantes:

A receita complementar ao Subsídio Soberano caiu 53%, para nove milhões e 400 mil libras [cerca de 65 milhões de reais] de 20 milhões e 200 mil libras (2019-20), [algo em torno de 138 milhões de reais] refletindo em grande parte o impacto da Covid-19 na capacidade do Royal Collection Trust de abrir os palácios reais para visitantes.

Em seguida, o documento afirma que a despesa aumentou:

A despesa oficial foi superior ao Subsídio Soberano e à receita complementar auferida, com uma despesa líquida total de 87 milhões e 500 mil libras, [cerca de 600 milhões de reais] um aumento de 26% em relação ao ano anterior. Isso foi impulsionado por um aumento significativo nos gastos, 17 milhões e 600 mil libras [mais de 120 milhões de reais] (um aumento de 83%), na Reserva do Palácio de Buckingham. Dois milhões e 300 mil libras [cerca de 15 milhões de reais] foram retirados da reserva de Subsídios Soberanos (2019-20, um excedente de três milhões e 300 mil libras [quase 23 milhões de reais] foi transferido para a Reserva de Subsídios Soberanos) principalmente para pagar pelo trabalho relacionado à Reserva do Palácio de Buckingham.

O relatório ainda incluiu outros detalhes:

As mudanças e desafios sem precedentes impostos pela pandemia Covid-19 levaram ao desenvolvimento de maneiras novas e inovadoras para a Rainha, com o apoio de membros da Família Real, de liderar a nação. Quase 1470 compromissos oficiais foram realizados em todo o Reino Unido e no exterior. (...) Com o Palácio de Buckingham praticamente vazio devido ao Covid-19, as obras de substituição do telhado da Galeria de Imagens foram antecipadas e as obras começaram.

O documento ainda cita um pagamento de príncipe Harry e Meghan Markle:

O relatório inclui um pagamento de dois milhões e 400 mil libras [cerca de 16 milhões de reais] do Duque e da Duquesa de Sussex para reembolsar o Subsídio Soberano pelas despesas incorridas na reforma da Casa de Frogmore, a maior parte das quais foi reconhecida como receita no ano.

O Guardião do Tesouro Privado, Sir Michael Stevens, falou sobre o assunto:

A maior parte do ano foi afetada pelas precauções necessárias à medida que o impacto da Covid-19 se instalou. Os planos tiveram que mudar e o programa de Sua Majestade, apoiado por sua família, teve que reagir. A Família Real abraçou a nova tecnologia com um encontro virtual com The Princess Royal e Carers Trust, sendo o primeiro compromisso virtual realizado por Sua Majestade. Seguiram-se mais combates virtuais, bem como um pequeno número de combates físicos e dois discursos para a Nação e a nomeação de cavaleiro do Capitão Sir Tom Moore no quadrilátero do Castelo de Windsor. O impacto dramático da Covid-19 continua a ser sentido em nossa capacidade de gerar receita para apoiar nossas despesas, mas continuaremos a gerenciar quaisquer impactos por meio de nossos próprios esforços e eficiências.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;