Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

GO contrata BNDES para estruturação de concessões de 1,14 mil km em estradas



23/06/2021 | 13:35


O governo do Estado de Goiás contratou o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para estruturar a concessão a operadores privados de trechos de sete rodovias estaduais, num total de 1,14 mil quilômetros, informou nesta quarta-feira a instituição de fomento. Os projetos deverão envolver R$ 1,2 bilhão em investimentos nos primeiros cinco anos de concessão, estimou o BNDES. Começando os trabalhos agora, a previsão é levar os projetos a leilão no primeiro trimestre de 2023.

As rodovias envolvidas são a GO-010 (com 85,02 quilômetros), a GO-020 (149,94 quilômetros), a GO-060 (312,37 quilômetros), a GO-070 (129,63 quilômetros), a GO-080 (143,33 quilômetros), a GO-139 (214,32 quilômetros) e a GO-330 (106,85 quilômetros) e passam por "um importante polo de escoamento de produtos agropecuários", segundo o BNDES.

"Os estudos devem identificar e avaliar as alternativas para a viabilidade do projeto, levando em conta fatores como as condições e os volumes de fluxo das vias. Eles também poderão considerar possibilidades de mudanças regulatórias e legais. Tais avaliações servirão de base para o agrupamento das vias em lotes a serem concedidos. Com os resultados dos estudos, o Estado de Goiás poderá decidir sobre como as estradas serão concedidas", diz uma nota divulgada pelo BNDES.

Com mais esse contrato de estruturação, a carteira de projetos de concessões rodoviárias do BNDES passa a somar em torno de R$ 140 bilhões em investimentos em obras, informou o banco.

No total, as concessões e parcerias público-privadas (PPPs) em estruturação pela "fábrica de projetos" da instituição de fomento somam 22 mil quilômetros em trechos de estradas federais e estaduais.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;