Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Mauá terá banco de sangue a partir de setembro

Divulgação/PMM Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Unidade terá capacidade para 120 doações por dia e vai funcionar no Centro de Referência em Saúde da Mulher, Criança e Adolescente, na Vila Bocaina, que será readequado


da Redação

22/06/2021 | 16:02


O primeiro banco de sangue de Mauá estará em funcionamento ao público a partir de setembro. A unidade terá capacidade para 120 doações por dia. As obras para a readequação do Centro de Referência em Saúde da Mulher, Criança e Adolescente, na Vila Bocaina, que abrigará o hemocentro, serão iniciadas em julho.

O SAD (Serviço de Atendimento Domiciliar) e o POD (Programa de Oxigenoterapia Domiciliar), que hoje funcionam no local, serão transferidos até o dia 30 deste mês para o CER IV (Centro Especializado em Reabilitação), na Vila Magini.

O projeto, parceria entre a administração municipal e a Colsan (Associação Beneficente de Coleta de Sangue), foi apresentado ao poder público hoje pelo diretor-geral técnico Afonso José Pereira Cortez e pelo gerente médico regional Toebaldo de Carvalho, ambos da entidade.

“Todo o sistema de saúde depende do doador. O sangue é fundamental para procedimentos como cirurgias, quimioterapias e
emergências. O hemocentro vai facilitar a disponibilidade do produto não somente em Mauá, mas em todo o ABC”, comentou Afonso.

O espaço de coleta terá oito cadeiras, que poderão atender cerca de 2,5 pessoas por hora. A estimativa é de 120 doações, em média, por dia. O sangue recebido vai render produtos como concentrado de hemácias, de plaquetas, plasma fresco congelado e crioprecipitado, que serão acondicionados e enviados para hospitais públicos. A Colsan conta com agência transfusional no Hospital Nardini, na qual não é feita coleta.

“O banco de sangue é um presente à nossa população, que tinha de ir a outras cidades para doar e sempre questionava por que não tínhamos hemocentro em Mauá? Repito, nosso compromisso é cuidar das pessoas e da cidade”, destacou o prefeito Marcelo Oliveira (PT). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;