Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Crédito à casa própria dispara 136,89%


Verônica Lima
Do Diário do Grande ABC

23/10/2007 | 07:00


A liberação de recursos voltados para a compra da casa própria bateu um novo recorde em setembro no País. Foram direcionados R$ 1,85 bilhão em financiamentos por meio da caderneta de poupança, volume que representa crescimento de 136,89% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando as operações chegaram a R$ 782 milhões.

Segundo balanço da SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo), os bancos liberaram R$ 12,178 bilhões em linhas de empréstimos e financiamentos aos consumidores de janeiro a setembro, favorecendo a comercialização de 135.363 imóveis – aumento de 64,99% em relação aos primeiros nove meses de 2006.

De acordo com José Pereira Gonçalves, superintendente-técnico da Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança), no acumulado do ano passado (de janeiro a dezembro de 2006) foram financiadas 113.873 unidades habitacionais e aplicados R$ 9,340 bilhões.

“Uma série de fatores contribuíram para que as pessoas pudessem realizar o sonho da casa própria: a maior estabilidade das operações bancarias, o aumento do prazo concedido pelos bancos, e a redução de juros”, afirma Gonçalves.

Unidades - Somente em setembro, 18.170 casas foram financiados. Já no período compreendido entre outubro de 2006 e setembro de 2007, 167.191 imóveis foram patrocinado pelos bancos.

O resultado de setembro só foi inferior ao número de unidades vendidas em agosto, quando 18.394 empreendimentos foram comprados. “Até o fim deste ano acreditamos que 180 mil imóveis serão financiados, por um montante de R$ 16 bilhões”, diz Gonçalves.

Poupança - O desempenho da captação líquida de recursos por intermédio das contas de poupança também registrou ótimos resultados. Os depósitos superaram os saques em mais de R$ 3,42 bilhões, elevando a captação no período compreendido entre janeiro e setembro de 2007 para quase R$ 14,8 bilhões.

Com base nos resultados obtidos nos nove meses do ano é possível prever que 2007 será marcado pelos excelentes resultados nas contratações e na captação de recursos pela poupança.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;