Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 2 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

França esbarra na forte marcação da Hungria e só empata em 1ª zebra da Eurocopa



19/06/2021 | 12:07


A zebra veste vermelho, branco e verde na Eurocopa. O primeiro resultado surpreende na competição aconteceu neste sábado, com a Hungria segurando a poderosa e favorita França na Arena Púskas, em Budapeste. Com o 1 a 1, os franceses terão de ganhar de Portugal, na quarta-feira, para confirmar a primeira colocação do grupo da morte.

Os húngaros, então apontados como time no qual ninguém poderia desperdiçar pontos na chave com França, Alemanha e os portugueses, chegarão na rodada final com chances de brigar por uma vaga. Ganhar dos alemães pode significar avançar como um dos quatro melhores terceiros colocados.

O apito final foi bastante comemorado em Bucareste. O goleiro Gulácsi vibrou muito por parar Mbappé e companhia e os quase 56 mil torcedores presentes no estádio, exceção dos franceses, fizeram uma festa linda, aplaudindo seus jogadores e recebendo agradecimentos como resposta ao forte apoio.

O jogo começou em Budapeste como era previsto, com franceses em cima, tentando a todo custo abrir o placar rápido. Em casa, os húngaros não se envergonharam em assumir a retranca para tentar evitar uma derrota diante da campeã do mundo e ampla favorita no duelo.

A França tentou, tentou, insistiu de todo jeito e nada de furar o paredão defensivo na frente do goleiro Gulácsi. Foram 45 minutos sem sucesso e com um enorme susto. Apenas se defendendo, a Hungria conseguiu surpreender já nos acréscimos da primeira etapa. Em raro e preciso contragolpe, Fiola tirou o zero do placar.

O lateral-esquerdo recebeu de Sallai, passou como quis por Pavard e Varane na velocidade e acertou no canto de Lloris. Uma festa linda na Arena Púskas. No grupo da morte, com Alemanha e Portugal, os húngaros se recuperavam dos 3 a 0 sofridos contra a seleção de Cristiano Ronaldo.

O técnico Didier Deschamps sabia que não podia perder pontos diante da Hungria, a seleção mais fraca do grupo, e voltou mais ofensivo com entradas de Dembélé e Giroud. Nada, porém, de mudar o rumo no jogo. A França seguia na insistência sem precisão.

O empate surgiu, curiosamente, num contra-ataque francês. A Hungria tinha uma falta lateral e a cobrança parou nas mãos do goleiro Lloris, que lançou rápido. Mbappé recebeu, passou pelo marcador com habilidade e serviu Griezzmann. Gol e dança de alívio para festejar.

A França contava com 25 minutos mais os acréscimos para evitar a primeira grande zebra da Eurocopa. Seguiu martelando, criando, e nada. Mbappé parou em ótima defesa de Gulácsi. O resultado acabou sendo confirmado. A festa nas arquibancadas pelos empolgados húngaros mostrou que o placar foi sensacional para sua seleção. Os franceses acusaram golpe, deixando o campo cabisbaixos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;