Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 29 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Cicaroni pede demissão e reclama: ‘Quer conversar agora?’

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Lançado como candidato a prefeito, ex-assessor se antecipa e sai do governo Tite em São Caetano


Júnior Carvalho
Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

18/06/2021 | 18:49


Assessor de gabinete da Prefeitura de São Caetano, Luiz Antônio Cicaroni (Podemos) pediu exoneração do cargo no governo do prefeito Tite Campanella (Cidadania) nesta sexta-feira. A decisão antecipa movimento de rompimento com o grupo que comanda o Palácio da Cerâmica rumo a possível nova eleição no município.

Como mostrou o Diário na quarta-feira, Cicaroni foi lançado como candidato a prefeito pelo Podemos – ele preside o diretório do partido na cidade – caso ocorra novo pleito na cidade, já que o ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), reeleito nas urnas, ainda tenta validar seus votos no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) - foi barrado pela Lei da Ficha Limpa.

Nesta sexta, Cicaroni confidenciou ao Diário que Auricchio soube dos movimentos e acenou para um encontro. “Eu vou tentar não conversar. Me deixaram de escanteio (no governo). Agora ele quer conversar?”, questionou Cicaroni, para, depois, admitir que até pode ouvir o ex-prefeito. “Conversar (com Auricchio) eu acho que vou porque, no final das contas, eu trabalhei com ele por 12 anos, fui chefe de gabinete dele e, nesses últimos quatro anos, fiquei encostado numa assessoria de araque. Então, há um relacionamento bom e ele merece meu respeito. Se ele reverter (o revés jurídico no TSE), o que eu acho difícil, estou com ele e não abro mão. Se não, vou seguir meu caminho”, sentenciou.

A saída de Cicaroni do governo Tite escancara que o apoio de auricchistas históricos ao grupo político capitaneado pelo ex-prefeito vem derretendo, a despeito de o tucano ainda alimentar publicamente a possibilidade de reassumir o Palácio da Cerâmica e de, internamente, sinalizar para possível candidatura de Tite. Também nesta semana, o ex-vereador Edison Parra (Podemos) anunciou apoio a futura candidatura de Fabio Palacio (PSD) e disparou: “Auricchio vendeu ilusão de que estava elegível”.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;