Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 2 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Vice-campeã mundial, Croácia joga mal, mas empata com a República Checa na Euro



18/06/2021 | 15:07


Longe de repetir as boas apresentações da Copa do Mundo de 2018, a Croácia voltou a decepcionar nesta sexta-feira. Jogando no estádio Hampden Park, em Glasgow, os atuais vice-campeões mundiais saíram atrás no placar e precisaram buscar o empate, por 1 a 1, com a República Checa, na Escócia, pela Eurocopa.

O resultado complicou a situação da equipe de Luka Modric, eleito o melhor do mundo em 2018. Os croatas têm apenas um ponto, após dois jogos, e aparecem na terceira posição do Grupo D. E agora têm chances remotas de avançar à fase de mata-mata. Os checos somam quatro e ocupam provisoriamente a liderança da chave, que ainda terá Inglaterra x Escócia nesta sexta.

O desempenho desta sexta confirma o momento irregular vivido pela Croácia, que não lembra a boa seleção finalista no Mundial da Rússia. Dos seus últimos dez jogos, entre amistosos e partidas pela Liga das Nações e pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, o time só venceu duas vezes - sobre as modestas seleções de Chipre e Malta. Entre os tropeços mais dolorosos, perdeu da Eslovênia e empatou com a Armênia.

Nesta sexta, a atuação também não foi digna de elogios. Os checos foram melhores durante a maior parte do jogo e tiveram mais chances para vencer o confronto. A Croácia começou tomando a iniciativa e melhor nos primeiros 15 minutos. Parecia que nesta sexta a equipe iria apagar a má impressão deixada na estreia, quando perdeu para a Inglaterra por 1 a 0.

Mas a escalação do técnico Zlatko Dalic logo mostrou consequências em campo. Ele recuou Modric, quase como um primeiro volante, desperdiçando o potencial de criação do eleito melhor do mundo em 2018. No ataque, Perisic iniciou a partida no lado direito. E passou a maior parte dos primeiros 45 minutos apagado.

Sem fazer muito esforço, a República Checa assumiu o controle da partida, principalmente por causa da inoperância do ataque croata, que pouco trabalhou no primeiro tempo. Ganhando confiança, o time checo cresceu ainda mais em campo aos 36, quando abriu o placar. Lovren fez falta dentro da área e Schick converteu a penalidade, tornando-se o artilheiro isolado desta Eurocopa, com três gols.

A equipe croata tentava reagir, mas tinha pouco poder de fogo. Com Modric mais recuado, a responsabilidade da criação recaía sobre Kovacic, em dia pouco inspirado. A Croácia apostava no lado direito e logo os checos ajustaram a marcação para neutralizar as ameaças por este lado. Como consequência, o goleiro checo Vaclík quase não suou no primeiro tempo.

Para o segundo tempo, Dalic manteve a posição de Modric em campo, porém mudou o ataque. Perisic passou a jogar pela esquerda, seu lado preferido. E logo no primeiro minuto ele empatou o jogo. Kramaric bateu falta com rapidez e acionou Perisic, que entrou na área e bateu cruzado, para as redes.

O gol igualou o placar, mas não alterou o panorama do duelo. Os checos eram melhores, embora os croatas mostrassem disposição e brigavam por cada bola. Os dois ataques produziram menos no segundo tempo e a disputa se concentrou no meio-campo.

Com o jogo morno e as duas defesas mais atentas, as duas seleções criaram pouco, apesar do esforço para desempatar, e cada time saiu de campo com apenas um ponto.

Na última rodada da fase de grupos, a Croácia vai enfrentar a Escócia na próxima terça-feira, novamente em Glasgow. A República Checa duelará com os ingleses em Wembley, em Londres, no mesmo dia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;