Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 2 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Diretora da Opas alerta para número de casos e mortes por covid nas Américas



16/06/2021 | 13:02


A diretora da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), Carissa Ettiene, informou nesta quarta-feira, 16, que na semana passada as Américas registraram mais de 1,1 milhão de casos da covid-19, com 31 mil mortes pela doença. Durante entrevista coletiva virtual, ela disse que, nas últimas semanas, "quatro dos cinco países com números semanais mais altos de mortes no mundo continuam a estar em nossa própria região".

Em sua declaração inicial, Etienne citou o quadro mais grave em algumas regiões e citou São Paulo. "Na cidade de São Paulo, 80% das UTIs estão ocupadas por pacientes de covid-19", disse. Nesse contexto, ela pediu que a população reforce as medidas já sabidas para conter o vírus, como o uso de máscaras e o distanciamento social, sobretudo em áreas de alta circulação da covid-19 e de elevado nível de contaminações.

Diretor assistente da Opas, Jarbas Barbosa considerou que há exceções, mas que na grande maioria das Américas a vacinação contra o vírus "está mais lenta do que o necessário". Em outro momento, Barbosa reafirmou que a Opas defende o uso de todas as vacinas já aprovadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para todos os maiores de 18 anos, inclusive o imunizante da AstraZeneca. A Opas enfatizou que as pessoas devem se vacinar logo, com a vacina já aprovada que estiver disponível para ela.

Doações de vacinas

Carissa Ettiene pediu que o G-7, ao realizar suas doações previstas de vacinas contra a covid-19, escolha os países com maior necessidade do imunizante. "Embora as vacinas sejam necessárias em toda parte, esperamos que os países do G-7 priorizem doses para nações em maior risco - especialmente na América Latina - que não têm ainda acesso suficiente aos imunizantes para proteger mesmo os mais vulneráveis", afirmou ela, durante a entrevista. A diretora notou que houve aumento recente nos casos e nas hospitalizações por covid-19 em Bolívia, Chile e Uruguai. Segundo ela, muitos pacientes nesses casos são mais jovens, com idades entre 25 e 40 anos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;