Fechar
Publicidade

Domingo, 1 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Rômulo pode não ser candidato a deputado


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

15/06/2021 | 00:53


A candidatura do secretário de Planejamento e ex-vereador de Mauá, Rômulo Fernandes, a deputado estadual pelo PT local parecia certa. Parecia. Nas últimas semanas, tem crescido movimento interno no petismo para que o governo do prefeito Marcelo Oliveira (PT) evite ter candidaturas patrocinadas para evitar a antecipação de embates com figuras políticas da cidade e para que mantenha o foco de tocar a gestão. A análise conjuntural é a de que haverá múltiplas candidaturas a deputado estadual na cidade e o governo petista não teria condições de agregar todas as forças em torno de Rômulo – o que faz crescer o risco de naufrágio do projeto político. O debate ainda está em curso porque, assim como há quem entenda que não é hora de candidatura, existe grupo que sustenta a necessidade de lançar um nome próprio e mostrar força no município.

Fora de fato
O vereador Eduardo Leite (PT), de Santo André, oficialmente não deixou o petismo – entrou na Justiça Eleitoral solicitando o desligamento da sigla, argumentando perseguição interna, para se desfiliar sem perder a cadeira na Câmara. Mas, em suas peças publicitárias, Eduardo já se sente fora do PT. A famosa estrela que representa a agremiação não aparece mais em artes que divulgam seu mandato. Eduardo está apalavrado com o PSB.

Repercussão – 1
O ex-vereador João Rodrigues entrou em contato com a coluna para repudiar a atitude dos ex-parlamentares de Santo André que entraram na Justiça para buscar 13º salário e férias do período em que ocuparam cadeiras na casa. Rodrigues ficou no Legislativo por dois mandatos – 1989 a 1992 e 1993 a 1996, ambos pelo PT.

Repercussão – 2
“Por isso a classe política está tão desacreditada. Em 1989, fui um dos vereadores que assinaram lei que proibia que vereador pudesse se aposentar com recurso da Câmara. Sempre tentamos moralizar a situação”, disse o ex-parlamentar, que criticou também o STF (Supremo Tribunal Federal), que recentemente considerou vereador como servidor público e, portanto, com direito a receber benefícios. Foi com base nesse argumento que os ex-vereador Ronaldo de Castro (PSDB), Tonho Lagoa (PMB), Luiz Alberto (PT) e Alemão Duarte (PT) buscaram a Justiça para obter o dinheiro.

Repercussão – 3
E dentro do PT de Santo André nenhum movimento foi tomado com relação aos ex-vereadores Luiz Alberto e Alemão Duarte. Assim como na Igreja Universal, da qual Ronaldo de Castro é integrante.

Plano de metas
O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), anuncia hoje plano de metas, planejamento que tem 79 objetivos e 466 projetos principais. Haverá eixos ousados com relação à educação, principalmente com aumento da participação municipal na vida escolar.

Encontro
Na semana passada, o presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB regional, Luiz Ricardo Biagioni Bertanha, tomou um café com o advogado Cleiton Coutinho, que integra a comissão de prerrogativas da OAB de São Bernardo e que, no passado, disputou o comando da subsecção municipal.

Senado à vista
Ex-prefeiturável de Mauá, o empresário José Roberto Lourencini (PSDB) fez reunião ontem com grupo político e trouxe ao encontro um interlocutor do PTC. O partido quer lançar o ainda tucano ao Senado, plano que tem sido visto com bons olhos por Lourencini, cuja família é proprietária de rede de supermercados na cidade. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;