Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Em marcha lenta


Do Diário do Grande ABC

11/06/2021 | 23:59


Está difícil para a indústria automobilística acelerar a produção. A falta de componentes, principalmente semicondutores e chips, fez com que a Volkswagen pisasse no freio e anunciasse a paralisação das linhas a partir do dia 21. Serão dez dias em que os trabalhadores ficarão de férias coletivas e que a multinacional esperará pela chegada dos insumos para retomar as atividades.


Outra fabricante da região, a General Motors, de São Caetano, também suspende os trabalhos no mesmo dia. No caso da montadora de origem norte-americana, a ideia é aproveitar a escassez dos itens e já adequar a planta para a fabricação de uma picape (ainda sem nome) que irá entrar no lugar da Montana, que foi descontinuada.


A interrupção da produção em empresas do porte de Volks e GM tem de ser vista com cautela. Elas movimentam uma série de outras firmas que fornecem itens e também serviços para que os veículos sejam montados. E quando param, evidentemente que essas outras fábricas também são impactadas.


Sem contar a instabilidade que isso vem a causar nos trabalhadores, que temem pela perda do emprego. Um fantasma que assusta ainda mais neste período de pandemia, dada a situação caótica em que está a economia nacional por conta da crise gerada pela Covid-19.


Imobilidade das duas gigantes automobilísticas é preocupante, principalmente porque a escassez dos chamados semicondutores deverá persistir até o próximo ano. Por isso, a Volks informou, por meio de comunicado, que não descarta novas paradas se o problema se prolongar.


No caso da GM, a crise afetou sobremaneira a fabricação do Onix. Desde maio a planta de Gravataí, no Rio Grande do Sul, está parada. A primeira consequência foi que o carro, líder de vendas nos últimos seis anos, perdeu a primeira colocação no ranking nacional.


Outras intercorrências certamente serão sentidas nos próximos dias, e isso vai acabar se refletindo na economia do Grande ABC. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;