Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

FUABC admite autoria da lista de nomes incluídos no fura-fila

Denis Maciel/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em resposta à Câmara de Santo André, entidade relata que RH interno e da central de convênios elencou beneficiados


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

28/05/2021 | 00:24


A FUABC (Fundação do ABC), presidida por Adriana Berringer Stephan, reconheceu ter a incumbência na elaboração da lista de nomes de funcionários que foram incluídos na relação de vacinados contra a Covid-19, em que pese o ofício com pedido de imunizantes às prefeituras de cidades mantenedoras ser, de praxe, assinado pelo reitor do centro universitário da FMABC (Faculdade de Medicina do ABC) – uma das mantidas –, David Uip. A afirmação aparece em resposta da entidade a requerimento de informações formalizado pela Câmara de Santo André.

Em um dos principais pontos do documento, o Legislativo questiona quem foi justamente o autor do rol de colaboradores apontados para receber vacinação, a quem se atribui terem sido favorecidos do esquema de fura-fila – entre 80 funcionários, oito de setores administrativos que não se enquadram em grupo prioritário. “As áreas de recursos humanos da Fundação do ABC e Central de Convênios são as responsáveis pela confecção da lista de funcionários a serem vacinados, cuja imunização se dá por convocação do comitê (montado) do centro universitário da FMABC”, sustenta a instituição.

A entidade considera que os servidores listados são qualificados como trabalhadores da saúde, alegando que possuem atuação também externa, como contato direto com ambulatórios e hospitais de campanha. O rol de nomes envolveu, contudo, profissionais em cargos de chefia, a exemplo da gerência do RH, jurídico, finanças e comunicação, além da diretora-geral da Central de Convênios, Patrícia Veronesi, pessoa em função comissionada próxima a Adriana. Os postos, em tese, não estão relacionados diretamente àqueles da linha de frente no enfrentamento da Covid.

No documento, datado do dia 20 de maio, a Fundação destaca como prova da atuação direta destes profissionais nas unidades de saúde a informação do número de funcionários infectados pela doença. “Ao todo, 20% dos colaboradores da área administrativa já testaram positivo para a Covid-19 e um faleceu. Somente no setor de RH, dos seis que atuam na área de recrutamento e seleção para as unidades de saúde, quatro já foram contaminados.” Afirmou ainda que até o momento foram vacinados 55 funcionários administrativos da mantenedora.

Em ofício do dia 7 de abril, encaminhado à Prefeitura de Santo André, se identificou que nomes listados não mantinham relação direta com os setores mencionados no documento e não trabalhavam nos ambulatórios apontados, mas sim em áreas administrativas. Destes, sete eram ligados diretamente à FUABC, em postos de gerência. O episódio é alvo de investigação pelo MP (Ministério Público) e Polícia Civil, com abertura de inquérito. A Fundação e a FMABC sinalizaram ter instaurado também sindicância interna para apurar irregularidades no processo.

Diante do cenário, vereadores andreenses indicaram que vão acionar o MP para solicitar a determinação do afastamento provisório dos oito beneficiários da vacina, bem como da presidente Adriana Berringer, até a conclusão da apuração. Reunião na segunda-feira deve definir o formato do pedido para provocar a promotoria a adotar a medida cautelar. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;