Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Kim Kardashian está sendo processada por ex-funcionários

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


25/05/2021 | 10:10


Parece que Kim Kardashian não anda tendo bons dias. Tudo porque a influenciadora anda vivendo boas polêmicas e na última segunda-feira, dia 24, a TMZ divulgou que pelo menos sete funcionários estão processando a empresária.

Isso mesmo, e o motivo vai te deixar de queixo caído: falta de pagamento! Estes funcionários estão com alguns documentos provando que Kim Kardashian não pagava os salários, refeições e nem dava o dinheiro corretamente para cobrir as despesas.

Essa equipe que está processando Kim diz ter trabalhado na propriedade em Hidden Hill e que inicialmente foram contratados para trabalhar em tempo integral, mas que a empresária não cumpriu com a palavra e os tratou como trabalhadores independentes - o que faz com que eles percam vários benefícios.

Segundo a publicação, um trabalhador alegou que foi demitido imediatamente ao ser questionado sobre horas extras, impostos e descanso. Ele também revelou para o TMZ que perguntou sobre os direitos de seu filho, que ele dizia ter apenas 16 anos de idade, mas trabalha mais do que o máximo de horas permitidas para uma criança pelas leis da Califórnia.

Lembrando que a empresária tem uma fortuna avaliada em quase 5 bilhões e meio de reais graças aos seus negócios com a empresa de cosméticos, roupas, seu seriado e suas rendas como influenciadora digital. Segundo, o Daily Mail, o advogado que está abrindo o caso contra Kim falou:

Roubo de salários e outras violações no local de trabalho são um problema generalizado em Los Angeles. Minha empresa está investigando outras violações em potencial contra esses réus, bem como outras famílias e empresas poderosas em nome de trabalhadores comuns. Esses trabalhadores foram contratados e pagos por meio de um fornecedor terceirizado contratado por Kim para fornecer serviços contínuos. Kim não é parte do acordo feito entre o vendedor e seus trabalhadores, portanto ela não é responsável pela forma como o vendedor administra seus negócios e pelos acordos que fez diretamente com seus funcionários. Ela nunca deixou de pagar a um fornecedor por seus serviços e espera que o problema entre esses trabalhadores e o fornecedor que os contratou possa ser resolvido amigavelmente em breve.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;