Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Para conter cepa indiana, Saúde implementa barreiras sanitárias

Jefferson Rudy/Divulgação Agência Senado Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Serão monitorados todos que vierem do Maranhão a São Paulo por estradas



22/05/2021 | 20:49


Para tentar conter a entrada da variante indiana da covid-19 no Brasil, o Ministério da Saúde anunciou neste sábado, 22, a implementação de barreiras sanitárias em aeroportos, rodoviárias e grandes rodovias. O governo também envia neste domingo, 23, 600 mil testes rápidos de antígeno ao Maranhão, onde já houve confirmação de um paciente com a nova cepa, para que sejam usados em estratégias de bloqueio. Outras 2,4 milhões de unidades serão destinadas aos demais Estados, com foco principalmente em áreas de fronteira e terminais com grande fluxo de passageiros.

No Maranhão, os testes serão usados em aeroportos e demais locais de entrada no Estado. As pessoas que apresentarem resultado positivo farão exame do tipo RT-PCR, considerado "padrão ouro", cujos resultados serão submetidos a uma investigação mais detalhada para identificar qual variante foi responsável pela contaminação.

"A variante indiana é algo que tem nos causado preocupações. Nosso receio é que esse tipo de variante passe a ter uma transmissão comunitária", afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em entrevista coletiva convocada para o início da noite deste sábado, 22. A nova estratégia foi anunciada no momento em que as ações do governo para combater a covid-19 são alvo da CPI da Covid no Senado Federal.

A pasta também vai, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, monitorar passageiros provenientes do Maranhão que se dirigirem à capital paulista por estradas. Serão realizados exames nas principais estradas como Fernão Dias e Dutra, e na Rodoviária do Tietê. Essas medidas, segundo o ministério, serão ampliadas para outras capitais e Estados.

Apesar das medidas emergenciais, o ministro frisou que ainda não há qualquer indício de transmissão comunitária da variante indiana no Brasil. Ele reconheceu, porém, que antes da proibição dos voos vindos da Índia, pode ter havido entrada de passageiros vindos daquele País. Esses casos, segundo ele, serão avaliados pelo ministérios. "Trabalharemos para conter possível transmissão comunitária da variante indiana", disse.

Os testes que serão enviados ao Maranhão são de antígeno e chegaram recentemente ao Brasil. O Ministério da Saúde, porém, já foi alvo de determinação do Tribunal de Contas da União (TCU) para que distribua outros 3 milhões de testes do tipo RT-PCR armazenados em um galpão de São Paulo, prestes a terem os prazos de validade vencidos, como revelou o Estadão em novembro.

Outras medidas. Queiroga também ressaltou a importância de medidas não farmacológicas, como distanciamento social e uso de máscara, para conter a transmissão do vírus. No entanto, ele não fez nenhuma menção à aglomeração provocada pelo presidente Jair Bolsonaro na sexta-feira, 21, durante agenda no Maranhão, justamente o Estado onde foi registrado o caso da nova variante.

CASOS NA REGIÃO

Hoje mais 600 casos e 25 mortes decorrentes do coronavírus foram identificados na região. Santo André teve o maior número de mortes em 24 horas, foram 14, seguido por São Bernardo, com 9, e São Caetano, com 2. As outras cidades não enviam os boletins aos fins de semana.

Em São Paulo, já são 107.497 mortes e 3.180.595 casos confirmados da doença. Com 448.291 mortos no total, o Brasil registrou 1.764 novos óbitos só ontem. A média semanal de vítimas ficou em 1.920. Foram computadas 70.345 novas infecções, alcançando a marca de 16.046.501 de positivados desde o início da pandemia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;