Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Sto.André lança programa para qualificar as escolas municipais

André Henriques/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Município vai investir em tecnologia, atendimento psicológico e disponibilizar equipe para cuidar da manutenção dos colégios


Ana Beatriz Moço
Do Diário do Grande ABC

22/05/2021 | 07:00


A partir de hoje Santo André vai contar com nova estrutura educacional nas 100 unidades escolares da cidade. A Prefeitura anunciou ontem o programa Qualieducação, que prevê a reforma e padronização dos equipamentos, investimentos em tecnologias, humanização do serviço, além da qualificação dos professores. Uma das novidades é o sistema de manutenção delivery, no qual três vans, equipadas com profissionais do ramo e ferramentas, ficarão disponíveis para realizar reparos e reformas de pequeno porte.

As ações já foram iniciadas, sendo que a primeira unidade a ser padronizada é a Emeief (Escola Municipal de Ensino Infantil e Ensino Fundamental) Sonia Aparecida Marques, na Vila Palmares, como projeto piloto. Ao todo, 26 unidades já passam por intervenções, sendo 13 Emeiefs, quatro Cesas (Centros Educacionais de Santo André) e nove creches, além do Nanasa (Núcleo de Natação Adaptada de Santo André), que já teve sua recuperação concluída. As demais escolas também receberão reparos e o sistema de manutenção delivery deve ser iniciado, segundo a Prefeitura, em até três semanas.

A informatização das unidades foi feita na paralisação das atividades presenciais devido à pandemia, sobretudo para viabilizar o ensino híbrido, que vai mesclar aulas remotas e presenciais, de acordo com a preferência e necessidade de cada família. Para isso, foi instalado em todas as 568 salas um computador, destinado aos professores, e a Prefeitura também adquiriu tablets, que serão distribuídos aos 7.192 alunos e 293 docentes do 4° e 5° anos do ensino fundamental – outros 529 dispositivos serão entregues aos professores das creches.

Todos investimentos são do orçamento da Secretaria de Educação municipal, que até agora injetou R$ 26,7 milhões. O programa também terá acordos de cooperação sem custos ao município, como é o acerto com a Microsoft, onde os 33 mil alunos da rede terão acesso ao sistema Soft Teams, plataforma que estará disponível para aulas on-line e recursos educacionais. A Prefeitura também firmou parceria com a UFABC (Universidade Federal do ABC) para formação on-line de professores especializados em alfabetização, e com a Fundação Santo André, onde haverá oferta de pós-graduação em gestão escolar para os diretores das escolas municipais.

Segundo a secretária de Educação municipal, Cleide Bochixio, a administração também investirá em humanização, contratando assistentes sociais e psicólogos para apoio e acolhimento dos profissionais e alunos. “Vamos ampliar o serviço de psicologia, que já existe para alunos da inclusão, estendendo aos alunos e profissionais que necessitem, ou queiram, acompanhamento”, explicou. “Os assistentes sociais podem visitar casas das famílias e fazer busca ativa de crianças que abandonaram a escola”, completou.

O prefeito Paulo Serra (PSDB) disse que o programa dá nome ao que “já estava sendo feito”, afirmando que, em sua visão, a pandemia deu oportunidade à cidade de transformar a educação.  “Na verdade estamos ampliando e centralizando tudo que estamos fazendo em um programa, que foi iniciado diante da necessidade que a pandemia nos trouxe”, frisou o tucano, destacando que o Qualieducação será o principal projeto de políticas públicas de sua gestão. “Essas melhorias todas, de médio a longo prazo, vão fazer nosso Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica)ser melhor avaliado. Fora que, além de evitar que essa geração que vive a idade escolar durante a pandemia tenha prejuízos, quero formar geração de andreenses com educação pública de qualidade”, garantiu Serra.

O novo programa segue os moldes do Qualisaúde, criado em 2018, com intuito de melhorar o serviço nos equipamentos de saúde pública. Desde então, a ação já entregou 25 unidades revitalizadas e outras 19 passaram pela modernização. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;