Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Primeira parcela do 13º para aposentados injeta R$ 481 mi

André Henriques Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Pagamento do benefício começa no dia 25; valor extra deverá ser destinado à quitação de dívidas e outras despesas


Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

15/05/2021 | 08:10


Os aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começam a receber a primeira parcela do 13º salário a partir do dia 25. No Grande ABC, são 454.768 beneficiários e a projeção é que com a antecipação sejam injetados aproximadamente R$ 481,26 milhões apenas com o depósito inicial. Em tempos de pandemia, com o orçamento ainda mais curto, este valor deve ser utilizado para o pagamento de dívidas e compras de itens essenciais, como alimentos.

A estimativa de valor foi feita com base nas informações do INSS referentes aos pagamentos de abril. A segunda parcela começa a ser feita no fim de junho.

Aposentados e pensionistas, em maioria, receberão 50% do valor do benefício em cada parcela. A exceção é para quem passou a receber depois de janeiro e terá o valor calculado proporcionalmente.

De acordo com o presidente da Associação dos Aposentados e Pensionistas do Grande ABC, Isaias Urbano da Cunha, a antecipação será, ao mesmo tempo, auxílio e empecilho. “Vai ajudar porque é um valor que fará diferença (agora), mas no fim do ano vai fazer falta para a compra do presente de Natal do netinho e dos bisnetos”, disse. “O número de aposentados que precisaram fazer empréstimos consignados aumentou desde o ano passado, isso sem falar em custos com convênio médico, benefício que muitos deixaram de pagar, e remédios”, destacou.

“Com a pandemia, evidentemente aposentados e pensionistas passam a exercer um papel maior no orçamento familiar, que já era grande. Houve a perda de emprego por muitos dos familiares”, pontuou o coordenador do Conjuscs (Observatório de Políticas Públicas, Empreendedorismo e Conjuntura da Universidade Municipal de São Caetano), Jefferson José da Conceição.

Criador do projeto Empreender 60 +, voltado para o público com mais de 60 anos do Grande ABC que deseja empreender, Aparecido Faria citou pesquisa feita pelo IMA (Instituto Centro de Memória e Atualidades), em parceria técnica com o Sebrae Nacional. Aproximadamente 59,05% dos entrevistados, ou 727 pessoas, manifestaram interesse em montar um pequeno negócio. Entre as motivações estão a melhora de ganhos, complemento de renda familiar a ajuda no pagamento dos estudos dos netos.

“Para esse público pesquisado a antecipação do 13% salário não refresca muito, pois, não é acréscimo de renda, mas apenas antecipação daquilo que já é um direito. E quando chegar dezembro não haverá mais o 13º”, disse.

O aposentado Derly Carvalho, 81 anos, mora no Centro de Diadema com a mulher. Desde o início da pandemia ele tem ficado em casa e isso trouxe gastos extras. “Senti o baque, porque os custos aumentaram muito. Eu dobrei o valor da conta de luz e de água e isso vai criando uma série de problemas que não estavam no orçamento”, disse ele, que comemorou a antecipação. “É um dinheiro que faz a diferença para os aposentados, principalmente para quem ganha menos. Vai ajudar nas contas e em itens básicos”, pontuou.>



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;