Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Você já pensou em ser policial?


Do Diário do Grande ABC

12/05/2021 | 23:59


Desde que decidi fundar empresa focada em preparação para concursos públicos, sempre tive como principal objetivo trazer o melhor material de preparação para os alunos. E, mais do que isso, visualizar o sucesso do nosso trabalho. Iniciamos com diversos aprovados na área fiscal e passamos a notar que nosso trabalho também poderia ser construído para outras áreas. Diversificamos nossa atuação e mergulhamos de cabeça em cursos para infinidade de áreas de concursos. Os resultados não demoraram a aparecer! Com o passar dos anos, observamos que a área de segurança pública, sempre muito procurada por concurseiros, passou a ganhar mais força nos concursos. A área policial atrai muitos candidatos, não só pelo grande número de vagas, mas também pelos cargos oferecidos em diversos segmentos. Além do sonho de muitos de se tornarem ‘herói de farda’, motivo de orgulho para o País.

Segundo dados da Pesquisa de Informações Básicas Municipais do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), realizada em 2020 e referente a 2019, o Brasil tem efetivo de 117.228 policiais civis e 416.923 militares. Para os próximos meses, 20 Estados estão com concursos em andamento ou devem iniciar os trâmites em breve, com mais de 23 mil vagas para agentes, escrivães, inspetores, investigadores, peritos, delegados, oficiais e soldados. Mesmo que ainda estejamos em tempos de pandemia, a vacinação está em ritmo acelerado, e os profissionais da segurança pública também estão sendo priorizados. A pandemia vem deixando impacto gigantesco em diversos setores, com muitos profissionais desempregados, enquanto outros mudaram completamente de rotina, passando a trabalhar de casa. O cargo de policial não permite o exercício da profissão em home office e, por isso, recebeu a priorização no processo de vacinação.

Quanto ao desemprego, o setor público ainda é esperança de recolocação profissional e estabilidade financeira para muitos. O meu conselho é que esse período seja aproveitado para aumentar a dedicação aos estudos. Há inúmeros conteúdos gratuitos na internet e cursos que possibilitam o parcelamento para imersão mais aprofundada nas carreiras públicas. O atual cenário pandêmico não deve fazer com que aqueles que desejam ter essa estabilidade do setor público parem de estudar ou desacreditem dos concursos. Eles voltarão e devem empregar e garantir a recolocação de muita gente. Quando a pandemia passar, muitos concursos represados voltarão à discussão. Muitas provas suspensas terão prazos de inscrição reabertos. Haverá quantidade enorme de oportunidade. Quem tiver aproveitado este momento de escassez para se preparar, colherá bons frutos no futuro.

Heber Carvalho é CEO da empresa Estratégia Educacional.


PALAVRA DO LEITOR

Diário, 63 anos – 1
Parabéns a este Diário por mais um ano de vida, de histórias, informação. E agradeço por esta Palavra do Leitor, que nos permite expressar opiniões, sejam elas sociais, políticas, esportivas ou religiosas. Que venham muitos 63 anos pela frente, a fim de manter a população bem informada.
Sérgio Antônio Ambrósio
Mauá


Diário, 63 anos – 2
São 63 anos! Temos o mesmo período de existência. Temos a mesma força, e melhoramos a cada ano. O jornal, com toda certeza. Especialmente, o que tenho de verdade é orgulho danado deste jornal, sua equipe, seus editores, seus diretores. Mais ainda em ser colaboradora desse veículo da maior importância, o maior jornal regional do País, e que ultrapassa muito as sete cidades. Se espalha por todo o País. Feliz Aniversário, Diário!
Marli Gonçalves
Capital


Diário, 63 anos – 3
Que deleite inefável saber que tomei a segunda dose da vacina contra a Covid-19! Aproveito o ensejo para parabenizar a atuante e sapiente equipe ‘diarionete’ pela passagem do 63° natalício – ocorrido no dia 11 – deste meu dileto Diário, desejando, intensamente, que a quantidade de assinantes centuplique!
João Paulo de Oliveira
Diadema


Diário, 63 anos – 4
Parabéns, Diário! É façanha ver pujante, por 63 anos – que se completam desde sua fundação –, este prestigiado Diário, já que, no Brasil dos altos e muito mais dos baixos, em que, infelizmente, se assiste retrocessos econômico e social – e ainda ter passado parte deste período com dura ditadura militar, como a de 1964. Sinal de muita determinação e competência esta longevidade. Porém, não devemos deixar de aplaudir a população desta rica região da Grande São Paulo, que ao longo destes históricos 63 anos não deixou de prestigiar o Diário, que, ao contar sempre com eficiente corpo de jornalistas, faz por merecer esse apoio e prestígio. Parabéns!
Paulo Panossian
São Carlos (SP)


Choque e spray
Projeto radical o do vereador Donetti (Política, ontem). Sugiro outro projeto de lei também radical: todas as vezes em que um legislador proponha lei que afronte diretamente o ordenamento jurídico pátrio, começando pela Constituição Federal, Código Civil, ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), Constituição Estadual e tratados internacionais nos quais o Brasil seja signatário, seja sumariamente substuído pelo suplente imediato.
Jairo Geraldo Guimarães
Santo André


Terceirizando
Considerando que escrevo mais para esta Palavra do Leitor do que busco informações junto aos vereadores da cidade, acho interessante a ideia de substituir as câmaras municipais pela já competente equipe de jornalistas e redatores deste Diário, visto que uma só faria o trabalho de sete com economia gigantesca para todo o Grande ABC (Política, ontem). O jornal faz o trabalho de informar dia a dia, entrega em casa e nas redes sociais, com custo baixíssimo comparado ao das câmaras. Certamente não teríamos que ‘ouvir’ sugestões como a da posse de arma de choque para professores, que, então, seriam sempre os primeiros a morrer. Psicopatas não são burros, são doentes e sala de aula não é trincheira. A cada um o tratamento adequado e necessário. Acho que já passou da hora de começarmos a falar e ouvir sobre boas práticas e menos sobre sobrevivência político-partidária.
Márcia Perecin
São Bernardo 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;