Fechar
Publicidade

Domingo, 13 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Fluminense vira sobre Santa Fe e fica a um ponto das oitavas da Libertadores



12/05/2021 | 23:00


Em jogo dramático no Maracanã, o Fluminense acordou no segundo tempo depois de ser dominado pelo Santa Fe, venceu os colombianos de virada, por 2 a 1, nesta quarta-feira, e deu um passo gigantesco em direção à classificação às oitavas de final da Libertadores. O time carioca contou com o faro de gol de Fred e o talento do jovem Caio Paulista para reagir no segundo terço do jogo e assegurar a vitória em casa.

O Fluminense se manteve invicto na competição, conseguiu a liderança isolada do Grupo D, agora com oito pontos, e ficou muito perto do mata-mata. Como Junior Barranquilla e River Plate empataram em 1 a 1, basta ao time tricolor um empate na próxima rodada para avançar às oitavas. O Santa Fe, que jogou melhor que o rival brasileiro por 60 minutos, lamenta muito o revés, pois tem apenas dois pontos e amarga a lanterna da chave.

O Fluminense fez nesta quarta seu pior primeiro tempo na Libertadores. Foi lento, deu muitos espaços ao Santa Fe e não teve criatividade. Resumindo, a defesa foi mal, o meio de campo, muito espaçado, não marcou e nem criou, foi apático e o ataque, inócuo. Os jogadores estiveram muito espaçados e nenhum setor funcionou. O único que se salvou foi o jovem atacante Kayky. O talentoso garoto bagunçou a defesa rival quando pôde, mas seus companheiros não o ajudaram.

Nesse cenário, o time colombiano controlou o jogo nos primeiros 45 minutos e só não desceu ao intervalo com uma vitória parcial porque falhou nas conclusões. Com liberdade para criar, o Santa Fe assustou com Arias, em finalização de fora da área, Osorio, em chute bloqueado, González, de cabeça, e Porras, em arremate potente.

O segundo tempo começou como terminou o primeiro: com o Santa Fe melhor e dominando a partida. A diferença foi que os colombianos colocaram o pé na forma e abriram o placar aos 12 minutos. No contra-ataque, Porras viu González penetrando entre Luccas Claro e Nino e deu um lindo passe por elevação para o atacante bater de primeira, sem deixar a bola cair, e marcar um golaço no Maracanã.

O Fluminense não se abateu e respondeu rápido, dois minutos depois. Mesmo desorganizado, chegou ao empate contando com o talento de Kayky e o faro de gol de Fred. O jovem fez boa jogada e serviu o goleador na área. Ele só ajeitou e bateu no cantinho de Castellanos. Foi o nono gol de Fred na temporada e o 22º na história da Libertadores, fazendo com que se tornasse o terceiro brasileiro com mais gols no torneio continental, ao lado de Célio, ex-Vasco e Nacional, do Uruguai.

O cenário rapidamente se modificou no Maracanã, de modo que a equipe da Colômbia baixou a guarda, aparentemente cansada, e o time carioca cresceu no jogo especialmente após as alterações de Roger Machado. O treinador colocou Cazares e Caio Paulista em campo e foi recompensado. Saiu dos pés deles a jogada do gol que garantiu o triunfo em casa.

O meio-campista equatoriano deu um bolão para o jovem atacante, na frente do goleiro, mostrar frieza e categoria para concluir na saída do goleiro e consumar a virada do Flu. Cansados, os colombianos nada mais fizeram diante do time tricolor, que teve chance para ampliar com Bobadilla, mas o zagueiro cortou em cima da linha.

O Fluminense dá uma pausa na Libertadores e volta suas atenções para o Campeonato Carioca. Sábado, às 21h05, faz o primeiro jogo da final do Estadual diante do Flamengo. No torneio continental, o próximo desafio é contra o Junior Barranquilla, terça-feira, às 21h30, no Maracanã.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 2 X 1 SANTA FE

FLUMINENSE - Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; Martinelli (Wellington), Yago Felipe e Nenê (Cazares); Kayky (Caio Paulista), Luiz Henrique (Gabriel Teixeira) e Fred (Bobadilla). Técnico: Roger Machado.

SANTA FE - Castellanos; Arboleda (Pedroza), Torijano, Porras e Moralez; Pico (Caballero), Giraldo, Arias (McCormick), Osorio (Serje) e Jersson González (Velásquez); Jorge Ramos. Técnico: Harold Rivera.

GOLS - González, aos 12, Fred, aos 14, e Caio Paulista, aos 31 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Eber Aquino (Paraguai)

CARTÕES AMARELOS - Luccas Claro, Moralez, David Braz

LOCAL - Maracanã, no Rio de Janeiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;