Fechar
Publicidade

Domingo, 13 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Bolsas da Europa fecham sem sinal único, com setor de energia em foco



10/05/2021 | 14:07


Os mercados europeus não tiveram sinal único nesta segunda-feira, 10, mas terminaram na maioria com ganhos. Em um dia com agenda modesta na região, sem indicadores e balanços de destaque, houve altas em geral em papéis do setor de energia, com vários bancos também subindo. Além disso, resultados eleitorais no Reino Unido eram avaliados.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,10%, em 445,39 pontos.

Em Londres, o FTSE 100 fechou em baixa de 0,08%, em 7,123,68 pontos, único dos principais índices europeus a recuar nesta segunda-feira. Enquanto ações de mineradoras como Glencore (+2,63%) e Rio Tinto (+1,88%) se beneficiaram da alta a níveis recordes do minério de ferro na China, a Scottish Mortgage Investment Trust liderou as perdas, em queda de 6,21%, em meio ao baixo interesse de investidores por papéis de companhias de tecnologia. Boa parte do portfólio do fundo é composto por ações do setor.

O mercado britânico ponderava também a reeleição da primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, após pleito no fim de semana. Ela reforçou sua posição a favor da independência escocesa em relação à capital Londres. Segundo reportagem do Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o cenário eleva incertezas para a região.

Ainda no Reino Unido, as bolsas fecharam à espera do anúncio de relaxamento das medidas restritivas locais pelo premiê Boris Johnson, em meio à rápida vacinação contra a covid-19 no país e consequente queda nas taxas de mortes e infecções pela doença. Já depois do fechamento, o primeiro-ministro confirmou a medida.

Ainda no noticiário, a interrupção do principal duto de transporte de combustíveis da costa leste dos Estados Unidos impulsionou ações de empresas de energia nesta segunda-feira. Em Frankfurt, cujo índice DAX ficou estável, aos 15.400,41 pontos, a E.ON teve alta de 0,85%, enquanto Commerzbank avançou 2,97%.

Em Paris, o índice CAC 40 terminou bem perto da estabilidade, em alta de 0,01%, em 6.385,99 pontos. Crédit Agricole subiu 3,93% e Société Générale, 2,91%, entre os bancos, mas Acheter-Louer.fr recuou 7,23%.

Na Bolsa de Milão, o índice FTSE MIB subiu 0,78%, a 24.802,90 pontos. UniCredit esteve entre os papéis mais negociados, em alta de 5,39%, enquanto Telecom Italia subiu 2,15%.

Em Madri, o índice IBE 35 avançou 0,94%, a 9.144,30 pontos, com Banco de Sabadell saltando 8,40% e CaixaBank em alta de 3,42%, enquanto Santander subiu 2,80%.

Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI 20 subiu 0,54%, a 5.177,07 pontos, com Banco Comercial Português avançando 6,43%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;