Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Piero Pollone. Benfeitor. Eterno

Na história da Câmara Municipal de Rio Grande da Serra, o reconhecimento ao comendador que também amou esta cidade


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

08/05/2021 | 07:00


(*) Torino, Itália, 3-5-1918
(+) São Paulo, 17-4-1999

***

Na noite de 2 de maio de 1976, Piero Pollone tornou-se oficialmente cidadão de Rio Grande da Serra. O comendador trouxe a sua indústria para a cidade e cuidou da assistência aos mais necessitados, por meio do Instituto Assistencial L. (de Lídia) Pollone.
O instituto foi criado no início da década de 1960, primeiro como albergue noturno e depois também atendendo menores, especialmente na formação profissional. Uma história que nos leva a Torino, na Itália.
Ali o comendador nasceu. No final da II Grande Guerra, veio para o Brasil. Instalou-se em Santo André. Empregou-se na General Motors e com a experiência adquirida na montadora fundou, em 1948, a Indústria Mecânica Pollone, em São Caetano.
A Pollone cresceu e mudou, em 1957, para Santo André; e chegou a Rio Grande da Serra na virada de 1974 para 1975, sempre com atuação na área de peças para veículos.
Num tempo em que não se ouvia falar de “responsabilidade social”, o comendador Piero Pollone incorporou e pôs em prática este conceito. Tornou-se referência e exemplo em ações sociais.
Até o fim da sua vida, comendador Pollone dedicou-se diretamente à obra social que criou. Em Rio Grande da Serra criou, em 1975, o Corpo de Patrulheiros Mirins e, em 1982, a creche, com o objetivo inicial de atender aos filhos dos seus funcionários. A fábrica não existe mais, a ação social prossegue, em boa parte subsidiada pelos recursos legados por Piero Pollone.
A Instituição Assistencial L. Pollone, da sigla IALP, com creche e albergue, prossegue trajetória em Santo André, nas Vilas Luzita e Helena.
 

O Tico-Tico da Vera Cruz

Texto: Milton Parron
Anselmo Duarte e Tônia Carrero foram protagonistas de um filme rodado na Companhia Cinematográfica Vera Cruz de São Bernardo: Tico Tico no Fubá, que retrata a vida do compositor José Gomes de Abreu.
Zequinha de Abreu é autor do chorinho que empresta o nome ao filme, além de dezenas de outras composições, entre as quais os choros Sururu na Cidade, Pintinhos no Terreiro e Não Me Toques, além das valsas Tardes de Lindóia, Amando Sobre o Mar e a lindíssima Branca.
Zequinha morreu em 1935, aos 54 anos, vitimado por um ataque do coração.
Contando episódios interessantes de suas carreiras, o programa Memória apresentará, neste fim de semana, duas entrevistas exclusivas, uma com Anselmo Duarte e outra com Tônia Carrero: Anselmo faleceu em 2009; e Tônia, em 2018.

Em Pauta – Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9) – E Com Vocês, Tônia Carrero e Anselmo Duarte</CF>. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, sábado, às 22h, com reprise amanhã, domingo, às 7h, e durante madrugadas da semana.

Hoje
 - Dia do Pintor e do Artista Plástico
- Dia Internacional da Cruz Vermelha
- Dia da Vitória (fim da 2ª Guerra Mundial, em 1945).
- Dia do Profissional de Marketing

Diário há meio século

Sábado, 8 de maio de 1971 – ano 13, edição 1530

São Bernardo – Apesar do desenvolvimento urbano, a cidade mantinha extensa área rural. Produzia produtos hortigranjeiros vendidos no próprio município e despachados para outros pontos da região, São Paulo e Santos.
Memória – O jornalista Serafim Vicente focalizava a vida do comendador Vitório Dal’Mas, nascido em Treviso, Itália, em 1888, e que veio para o Brasil em 1903. Em 1912 casou-se com Antonia Braido, em São Caetano. O casal teve cinco filhos: João (que seria prefeito de São Caetano), Maria Tereza, Ettore, Mário e Italo.
Nacional – Anunciada a construção da Rodovia Rio/Santos.

Em 8 de maio de...

1916 – Com a mudança da temperatura, era elevado o número de pessoas em Santo André atacadas pela influenza.


Santos do Dia
- Papa Bonifácio IV (Abruzos, Itália, 550 – Roma, 8-5-615). Eleito papa em 25-8-608.
- São Pedro de Tarantásia
- Acácio

VITOR. O Mouro. Africano, natural da Mauritânia. Viveu entre os séculos II e III

Municípios Brasileiros

- Na Grande São Paulo, hoje é o aniversário de Itapecerica da Serra, elevado a município em 1877, quando se separa de Santo Amaro, então município autônomo.
- No Interior do Estado, aniversaria São Luís do Paraitinga, elevado a município em 1773, quando se separa de Taubaté.
- Pelo Brasil: Anastácio e Terenos (Mato Grosso do Sul); Barra de Santa Rosa e Jericó, na Paraíba; Braga, no Rio Grande do Sul; Duas Barras, Saquarema e Silva Jardim, no Rio de Janeiro; Ibaretama e Palhano, no Ceará; Jardim de Angicos, Messias Targino e Parazinho, no Rio Grande do Norte; Maragogipe, na Bahia; e Passagem Franca, no Maranhão. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;