Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Reunião tem clima quente em Diadema


Raphael Rocha

07/05/2021 | 00:40


Em Diadema, vereadores costumam se reunir às 10h nas quintas-feiras, para discussão prévia das pautas que aparecem nas sessões ordinárias. É justamente neste encontro que os debates mais acalorados acontecem. Ontem, a discussão foi ainda mais quente. O vereador Antônio Rodrigues (PT), que está no lugar da parlamentar Lilian Cabrera (PT), afastada para tratamento contra a Covid-19, foi cobrar os colegas que fosse retirado o projeto de lei que estende o período no qual um vereador pode ficar fora do mandato – hoje são 15 dias e, passado esse tempo, o suplente precisa ser convocado. No texto que tramita na casa, esse intervalo passa para 120 dias. Se fosse aprovada a proposta, Rodrigues nem sequer assumiria a vaga de Lilian. Testemunhas da reunião viram que o clima ficou pesado, com troca de acusações. Se não houvesse a turma do deixa-disso, corria o risco de agressão física. Apesar de todo o barulho, o projeto não entrou em votação.

BASTIDORES

Convite do BRT
O governador João Doria (PSDB) convidou os prefeitos do Grande ABC para explicar tecnicamente como funcionará o BRT (sigla em inglês para ônibus de alta velocidade) e os passos da obra. A agenda está marcada para as 10h30.

Almoço com frutos
Esta coluna mostrou na quarta-feira que o ex-vereador e ex-prefeiturável Fabio Palacio (PSD), de São Caetano, almoçou com o também ex-parlamentar Edison Parra (Podemos), por anos aliado de José Auricchio Júnior (PSDB). Parra, publicamente, avisou: estará ao lado de Palacio se nova eleição for realizada no município.

Nomeação
Ex-vereador de Mauá, Sinvaldo Carteiro (PSL) foi contratado pelo governo de Marcelo Oliveira (PT). Será assessor de gabinete na Secretaria de Cultura e Juventude. Sinvaldo recebeu 601 votos na eleição do ano passado, ficando longe da reeleição. O PSL teve candidatura própria à Prefeitura, com o ex-vereador Professor Betinho, que obteve 1.991 votos.

Manifesto – 1
Partidos políticos e movimentos sociais decidiram criar uma frente de oposição ao governo do prefeito Orlando Morando (PSDB) em São Bernardo. O bloco é formado por PT, PCdoB, Psol, UP, PSB, PL, PCB, Rede Sustentabilidade, MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto), Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos), entre outras organizações.

Manifesto – 2
No manifesto de lançamento, a frente de oposição pede a imediata aplicação da vacina contra a Covid-19 em toda a população, pagamento de auxílio emergencial em São Bernardo, suspensão de ações de reintegração de posse e revogação da lei que extinguiu a Fundação Criança e remodelou a Faculdade de Direito de São Bernardo.

Manifesto – 3
Chama atenção o fato de o vereador Joilson Santos ser o único da bancada petista em São Bernardo a não subescrever o manifesto. Ana Nice, Getúlio do Amarelinho e Ana do Carmo, colegas de Joilson na Câmara, estão presentes no documento contra Orlando Morando (PSDB).

Sondagens
O vereador Carlos Ferreira (PSB), de Santo André, andou comentando com colegas da Câmara que figuras da cúpula paulista de seu partido sondaram para uma eventual candidatura a deputado federal no ano que vem. Ele não disse que sim nem que não. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;