Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Sem imunizantes, Diadema deve suspender 2ª dose da Coronavac

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeitura tem 758 vacinas em estoque, que são insuficientes para atender à demanda


Ana Beatriz Moço
Do Diário do Grande ABC

07/05/2021 | 07:00


A Prefeitura de Diadema deve interromper hoje a aplicação da segunda dose da Coronavac por falta de insumos. De acordo com a administração, a cidade conta com 758 unidades da vacina produzida pelo Instituto Butantan e está usando cerca de 1.000 fármacos por dia. Por conta disso, o município adiou para o início da próxima semana a aplicação da segunda dose nos profissionais da educação, que estava marcada para acontecer hoje. A situação ocorre porque Diadema não oferece agendamento prévio. Assim, as primeiras 758 pessoas que pertencem aos grupos prioritários, que estão com a segunda dose pendente, e que comparecerem em uma das 20 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade serão imunizadas. As demais vão ficar na dependência da chegada de novo lote.

“Esclarecemos que Diadema ainda não paralisou a vacinação de segundas doses de Coronavac. Todo o estoque disponível desta vacina já está nas UBSs. Hoje (ontem) encerramos o dia com 758 doses em estoque. Como amanhã (hoje) estava prevista a antecipação das segundas doses para os profissionais da educação, optamos por avisar com antecedência sobre o reagendamento da vacinação deste público para a próxima semana”, comentou a secretária municipal de Saúde, Rejane Calixto. A Prefeitura confirmou que vai receber vacinas hoje, mas disse que não sabe de qual fabricante. “Tivemos a informação que amanhã (hoje) vamos receber um novo lote de vacinas, mas ainda não sabemos de qual laboratório (Butantan ou Fiocruz)”, afirmou Rejane.

Ontem pela manhã, a Prefeitura emitiu nota oficial alertando a população de que precisaria suspender a aplicação da segunda dose da Coronavac por falta de imunizantes. Segundo a administração, “Diadema faz o controle, armazenamento e distribuição dos lotes para aplicação de primeira e segunda doses de vacinas separadamente e, por isso, não havia apresentado problemas de desabastecimento até o momento. Porém, devido ao recebimento de lotes com desvio de qualidade, onde alguns frascos apresentaram doses abaixo do estipulado (frascos que deveriam ter dez doses, apresentaram oito ou nove doses), e também devido ao fato de não recebermos o total de doses previsto na última entrega realizada, o município irá ter de adiar a aplicação de segundas doses da vacina Coronavac/Butantan”, informou a administração.

O problema de frascos com menos doses relatado por Diadema já foi observado em outras cidades. O Butantan explicou que cada frasco da vacina tem dez doses de 0,5 ml cada, totalizando 5 ml, e, adicionalmente, ainda é envasado conteúdo extra, chegando a 5,7 ml por ampola. Parte do líquido, porém, pode se perder entre uma aplicação e outra.
Já sobre a quantidade inferior de doses que Diadema teria recebido no último lote, o governo do Estado retruca. “Não procede que há falta de vacinas em Diadema. Foram enviadas 15,2 mil doses para o município desde o último fim de semana. Durante toda a campanha foram enviadas 101,9 mil doses ao município e foram aplicadas 82,7 mil, o que evidencia um saldo de 19,2 mil doses”, informou o Estado. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;