Fechar
Publicidade

Domingo, 25 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santo André salva ponto importante contra a degola

Jonatan Dutra/Ferroviária Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ramalhão tem de correr duas vezes atrás da igualdade com a Ferroviária, em Araraquara


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

30/04/2021 | 00:37


O Santo André conquistou um importante ponto na luta contra o rebaixamento no Paulistão. Ontem à noite, na Arena da Fonte Luminosa, esteve duas vezes atrás do placar, mas buscou a igualdade por 2 a 2 com a Ferroviária, chegou aos sete pontos e ultrapassou o Botafogo pelo saldo de gols, ocupando a terceira colocação do Grupo A e a 13ª na classificação geral. Já a Ferrinha é vice-líder do Grupo B, com 12.

O estreante técnico Márcio Fernandes promoveu as entradas de Vitinho Schimith e Tiago Marques, aumentando a estatura do ataque ramalhino. No entanto, as – poucas – bolas alçadas na área não foram aproveitadas e a única boa chance criada pelo time nos 45 primeiros minutos foi com Gegê, logo aos cinco, quando chutou cruzado e a bola passou perto da trave de Saulo.

A Ferroviária, por sua vez, apresentou o cartão de visitas com menos de um minuto, quando Zanocelo apareceu livre para finalizar, obrigando Fernando Henrique a trabalhar logo de cara. O goleiro levou a melhor também no segundo embate com o meia adversário, em cabeçada aos 34 minutos. Mas, no rebote, o próprio Zanocelo marcou: 1 a 0.

Em situação complicada, o Santo André voltou com tudo para a segunda etapa e logo no primeiro minuto Minho exigiu defesa de Saulo. Aos oito, no entanto, depois de 431 minutos o Ramalhão voltou a marcar um gol no Paulistão: Gegê cobrou a falta e Vitinho apareceu nas costas da zaga para igualar: 1 a 1.

Ao fazer o gol, porém, o Santo André não aproveitou o melhor momento para virar o placar. Aos poucos, a Ferroviária se reorganizou e em bola mal afastada por Bruno Santos, Bruno Mezenga ficou com a sobra e mandou no canto: 2 a 1.

Necessitado de pelo menos um ponto, o Ramalhão voltou para a pressão e forçou a adversária ao erro. Foi assim que, aos 32, Saulo perdeu para Minho, que ajeitou para Caio Rangel igualar novamente o placar. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;