Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 28 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Santo André classifica empresa para reforma do Teatro Conchita

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Governo tucano encaminha licitação por R$ 2,9 milhões; equipamento foi alvo de pedido de interdição


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

23/04/2021 | 18:29


O governo do prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), encaminhou contratação de empresa para reforma do Teatro Conchita de Moraes, no bairro Santa Teresinha, equipamento que já foi alvo de ação do Ministério Público no passado em decorrência de problemas estruturais. Em fase final da licitação, a administração tucana formalizou, no Diário Oficial, que comissão técnica da concorrência pública julgou mais vantajosa a proposta apresentada pela Construtora Progredior Ltda, no valor de R$ 2,92 milhões.

O início das obras está previsto pelo Paço para junho deste ano, com término em janeiro de 2022. De acordo com o edital, as intervenções incluem reforma da cobertura, dos banheiros e dos elementos metálicos, novas instalações hidráulicas e elétricas, adequações para acessibilidade do público e troca de piso, bem como novo calçamento e rampa de acesso. “A reforma do Conchita é fundamental para devolver ao calendário cultural de Santo André este importante equipamento cultural, o único teatro público do 2º Subdistrito”, pontuou o governo.

O financiamento das obras de restauro do espaço vai se efetivar por empréstimo junto à Caixa, no âmbito da linha de crédito da Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento). Em 2019, a Prefeitura obteve autorização da Câmara e, posteriormente, da instituição para contratar operação até o valor de R$ 60 milhões. Na ocasião, o Paço elencou série de equipamentos culturais no pacote, incluindo o Cine-Theatro Carlos Gomes e o Teatro Municipal, cujas obras estão em andamento, além do Museu de Santo André – metade desta quantia abrange a revitalização de unidades do setor.

Palco de atuação da ELT (Escola Livre de Teatro), o Conchita aguarda por recuperação estrutural há pelo menos dez anos, data da última intervenção substancial. Desde então foram realizadas apenas ações paliativas. Em meados de 2014, a promotoria entrou com recomendação de interdição do local devido ao risco público – laudo apontou, à época, que situação retratada nas vistorias era preocupante e que poderia causar tragédia de grande monta. O imóvel já não contava com AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros).

ETAPAS

Com a classificação da empresa terceirizada no processo, o Paço abre, como praxe, prazo de cinco dias úteis para eventuais recursos administrativos e contestações. Caso contrário, homologa a firma como vencedora do certame.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;