Fechar
Publicidade

Domingo, 16 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Saiba como os apps de namoro mudaram a forma de se relacionar

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação
Do 33Giga

23/04/2021 | 14:48


Um em cada cinco brasileiros tem ao menos um aplicativo de relacionamento instalado em seu smartphone. A pesquisa realizada pela Conecta-i Express mostra como os apps de namoro mudaram a forma de conhecer novas pessoas. Mas se por um lado a tecnologia pode facilitar a conexão com um possível “match”, por outro, há quem acredite que o meio de paquera pode ser um tanto perigoso. Até que ponto tudo isso pode ser encarado como verdade?

As principais mudanças positivas

A maior mudança que os apps de namoro trouxeram para os brasileiros é a possibilidade de usar uma série de métricas relacionadas a localização, aparência e personalidade para encontrar o melhor parceiro possível. Depois, por meio de um bate-papo franco, dá para selecionar quem tem o mesmo objetivo que você quando o assunto é relacionamento. Isso é, se o internauta também busca um compromisso sério ou está optando por encontros casuais.

A internet também facilitou a vida de quem não é muito bom em socializar cara a cara, independentemente do local, seja na balada, seja na faculdade. Os apps de namoro tornaram a comunicação a dois – e a chance de encontrar um possível amor – bem mais conveniente para os tímidos de plantão.

Usar a tecnologia ainda tende a ser algo cômodo. Isso porque não é necessário investir muito tempo ou dinheiro para conhecer novas pessoas. Diretamente do sofá de sua casa – e até mesmo com um moletom para lá de confortável –, será necessário apenas um clique para mostrar interesse em possíveis “crushes”. Neste contexto, a maior vantagem é que se pode conhecer o pretendente antes mesmo de sair para o primeiro encontro.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Cuidado com as armadilhas online

Apesar de todas as facilidades que os apps de namoro trouxeram para os relacionamentos atuais, ainda é importante tomar alguns cuidados ao procurar um pretende pela internet. Como a web promove o anonimato de quem está do outro lado da tela, vale ficar atento para não cair em pequenas ou grandes ciladas virtuais.

Em primeiro lugar, existem as frustrações, seja com a aparência da pessoa, uma vez que o usuário pode utilizar imagens falsas ou antigas, seja com a sua personalidade, pois o candidato pode ter mentido em alguns pontos para receber mais curtidas nos aplicativos.

O maior problema, no entanto, está nas pessoas mal intencionadas, que podem usar os apps de namoro em seu benefício próprio. Para evitar qualquer problema, vale sempre marcar o primeiro encontro em locais públicos e avisar um amigo que está indo encontrar um desconhecido. Seguindo essas medidas básicas, você pode curtir o “date” com maior tranquilidade – e solicitar ajuda caso seja necessário.

Apps de namoro com consciência

Em plena era da conectividade, pedir para os solteiros ficarem de fora dos apps de namoro por conta dos possíveis problemas não é bem um conselho sábio. Com cada vez mais pessoas usando a tecnologia – ainda mais durante a pandemia de covid-19 e a necessidade do distanciamento social para frear a disseminação do novo coronavirus –, a dica é fazer parte da rede de relacionamentos com consciência.

Mantenha conversas saudáveis, sempre deixe clara suas intenções e busque formas de assegurar que a pessoa que está do outro lado é real. No final das contas, quem decidirá se o relacionamento vai ir para frente ou não será você e o “match”. O papel da tecnologia nesta equação representa o menor dos fatores. Na verdade, até existe uma inteligência artificial que consegue prever quanto tempo o seu relacionamento vai durar, mas essa é uma história para ser discutida outro dia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Saiba como os apps de namoro mudaram a forma de se relacionar

Da Redação
Do 33Giga

23/04/2021 | 14:48


Um em cada cinco brasileiros tem ao menos um aplicativo de relacionamento instalado em seu smartphone. A pesquisa realizada pela Conecta-i Express mostra como os apps de namoro mudaram a forma de conhecer novas pessoas. Mas se por um lado a tecnologia pode facilitar a conexão com um possível “match”, por outro, há quem acredite que o meio de paquera pode ser um tanto perigoso. Até que ponto tudo isso pode ser encarado como verdade?

As principais mudanças positivas

A maior mudança que os apps de namoro trouxeram para os brasileiros é a possibilidade de usar uma série de métricas relacionadas a localização, aparência e personalidade para encontrar o melhor parceiro possível. Depois, por meio de um bate-papo franco, dá para selecionar quem tem o mesmo objetivo que você quando o assunto é relacionamento. Isso é, se o internauta também busca um compromisso sério ou está optando por encontros casuais.

A internet também facilitou a vida de quem não é muito bom em socializar cara a cara, independentemente do local, seja na balada, seja na faculdade. Os apps de namoro tornaram a comunicação a dois – e a chance de encontrar um possível amor – bem mais conveniente para os tímidos de plantão.

Usar a tecnologia ainda tende a ser algo cômodo. Isso porque não é necessário investir muito tempo ou dinheiro para conhecer novas pessoas. Diretamente do sofá de sua casa – e até mesmo com um moletom para lá de confortável –, será necessário apenas um clique para mostrar interesse em possíveis “crushes”. Neste contexto, a maior vantagem é que se pode conhecer o pretendente antes mesmo de sair para o primeiro encontro.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Cuidado com as armadilhas online

Apesar de todas as facilidades que os apps de namoro trouxeram para os relacionamentos atuais, ainda é importante tomar alguns cuidados ao procurar um pretende pela internet. Como a web promove o anonimato de quem está do outro lado da tela, vale ficar atento para não cair em pequenas ou grandes ciladas virtuais.

Em primeiro lugar, existem as frustrações, seja com a aparência da pessoa, uma vez que o usuário pode utilizar imagens falsas ou antigas, seja com a sua personalidade, pois o candidato pode ter mentido em alguns pontos para receber mais curtidas nos aplicativos.

O maior problema, no entanto, está nas pessoas mal intencionadas, que podem usar os apps de namoro em seu benefício próprio. Para evitar qualquer problema, vale sempre marcar o primeiro encontro em locais públicos e avisar um amigo que está indo encontrar um desconhecido. Seguindo essas medidas básicas, você pode curtir o “date” com maior tranquilidade – e solicitar ajuda caso seja necessário.

Apps de namoro com consciência

Em plena era da conectividade, pedir para os solteiros ficarem de fora dos apps de namoro por conta dos possíveis problemas não é bem um conselho sábio. Com cada vez mais pessoas usando a tecnologia – ainda mais durante a pandemia de covid-19 e a necessidade do distanciamento social para frear a disseminação do novo coronavirus –, a dica é fazer parte da rede de relacionamentos com consciência.

Mantenha conversas saudáveis, sempre deixe clara suas intenções e busque formas de assegurar que a pessoa que está do outro lado é real. No final das contas, quem decidirá se o relacionamento vai ir para frente ou não será você e o “match”. O papel da tecnologia nesta equação representa o menor dos fatores. Na verdade, até existe uma inteligência artificial que consegue prever quanto tempo o seu relacionamento vai durar, mas essa é uma história para ser discutida outro dia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;