Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 18 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Número de mortes por Covid-19 registram queda em São Paulo e no Grande ABC

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Do dgabc.com.br

23/04/2021 | 13:56


Atualizado às 14h40

O Governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (23) em coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes, uma queda de 23,6% no número de mortes por Covid-19 no estado, após oito semanas consecutivas com indicadores em ascensão. A Secretaria de Saúde do Estado também confirmou que os números de internações e de casos confirmados de coronavírus vêm caindo semanalmente desde março. Atualmente, a média diária das mortes em decorrência de casos graves da doença é de 621 nesta semana epidemiológica, contra 813 no período anterior.

"Pela primeira vez após dois meses de alta, o estado de São Paulo apresenta uma queda de 23% no número de óbitos. É a primeira vez que os indicadores de casos, internações e óbitos estão em queda neste período. Graças ao avanço da vacinação, às medidas restritivas do Plano SP e ao apoio da população, o nosso estado está colhendo resultados desse esforço coletivo", declarou o Vice-Governador e Secretário de Governo Rodrigo Garcia.

Desde meados de fevereiro, o número de mortes apontava crescimento semanal, com médias que saltavam em mais de cem óbitos a cada nova semana. Patamares abaixo dessa média começaram a ser constatados a partir da segunda quinzena de março, simultaneamente ao período de vigência da Fase Emergencial do Plano São Paulo.

A média de casos também caiu desde a última semana, em 14,3%, passando de de 14.921 para 12.784 infectados. O auge de casos foi verificado três semanas atrás, com 16.453 casos na semana epidemiológica verificada entre os dias 4 e 10 de abril. Já as internações tiveram declínio de 4,5%, baixando de 2.411 para 2.303 nestas duas últimas semanas. Neste caso, a tendência de queda é sustentada desde a última semana de março, que chegou a atingir 3.381 hospitalizações por Covid-19.

“Esses dados nos trazem alento, esperança e reforçam que as medidas tomadas pelo Plano São Paulo, fazendo o faseamento vermelho, passando para uma fase mais restritiva – a Fase Emergencial – e agora a Fase de Transição mostram a responsabilidade que o Governo do Estado tem com a saúde e a proteção da vida, assim como a vacinação que vem acontecendo de forma progressiva”, reforçou o Secretário de Saúde Jean Gorinchteyn.

GRANDE ABC

O Grande ABC registrou sua menor taxa de ocupação de leitos de UTI para tratar a Covid-19 desde 22 de fevereiro. A ocupação de leitos na região atingiu 71,4% na quinta-feira (22/4), ante 71,5% dois meses atrás. O presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC e prefeito de Santo André, Paulo Serra, disse que o resultado vem após uma série de medidas colocadas em prática pelas prefeituras para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus.

“A queda na taxa de ocupação de leitos de UTI reflete a redução da circulação de pessoas nas ruas e no transporte público, o que foi possível graças a iniciativas para a proteção da vida da população como o lockdown noturno e a antecipação de feriados. Agora, em um momento em que estamos avançando gradativamente na reabertura da economia, todos precisam continuar tomando todos os cuidados, seguindo as medidas de higiene e sempre com o uso correto de máscaras”, afirmou Paulo Serra.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Número de mortes por Covid-19 registram queda em São Paulo e no Grande ABC

Do dgabc.com.br

23/04/2021 | 13:56


Atualizado às 14h40

O Governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (23) em coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes, uma queda de 23,6% no número de mortes por Covid-19 no estado, após oito semanas consecutivas com indicadores em ascensão. A Secretaria de Saúde do Estado também confirmou que os números de internações e de casos confirmados de coronavírus vêm caindo semanalmente desde março. Atualmente, a média diária das mortes em decorrência de casos graves da doença é de 621 nesta semana epidemiológica, contra 813 no período anterior.

"Pela primeira vez após dois meses de alta, o estado de São Paulo apresenta uma queda de 23% no número de óbitos. É a primeira vez que os indicadores de casos, internações e óbitos estão em queda neste período. Graças ao avanço da vacinação, às medidas restritivas do Plano SP e ao apoio da população, o nosso estado está colhendo resultados desse esforço coletivo", declarou o Vice-Governador e Secretário de Governo Rodrigo Garcia.

Desde meados de fevereiro, o número de mortes apontava crescimento semanal, com médias que saltavam em mais de cem óbitos a cada nova semana. Patamares abaixo dessa média começaram a ser constatados a partir da segunda quinzena de março, simultaneamente ao período de vigência da Fase Emergencial do Plano São Paulo.

A média de casos também caiu desde a última semana, em 14,3%, passando de de 14.921 para 12.784 infectados. O auge de casos foi verificado três semanas atrás, com 16.453 casos na semana epidemiológica verificada entre os dias 4 e 10 de abril. Já as internações tiveram declínio de 4,5%, baixando de 2.411 para 2.303 nestas duas últimas semanas. Neste caso, a tendência de queda é sustentada desde a última semana de março, que chegou a atingir 3.381 hospitalizações por Covid-19.

“Esses dados nos trazem alento, esperança e reforçam que as medidas tomadas pelo Plano São Paulo, fazendo o faseamento vermelho, passando para uma fase mais restritiva – a Fase Emergencial – e agora a Fase de Transição mostram a responsabilidade que o Governo do Estado tem com a saúde e a proteção da vida, assim como a vacinação que vem acontecendo de forma progressiva”, reforçou o Secretário de Saúde Jean Gorinchteyn.

GRANDE ABC

O Grande ABC registrou sua menor taxa de ocupação de leitos de UTI para tratar a Covid-19 desde 22 de fevereiro. A ocupação de leitos na região atingiu 71,4% na quinta-feira (22/4), ante 71,5% dois meses atrás. O presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC e prefeito de Santo André, Paulo Serra, disse que o resultado vem após uma série de medidas colocadas em prática pelas prefeituras para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus.

“A queda na taxa de ocupação de leitos de UTI reflete a redução da circulação de pessoas nas ruas e no transporte público, o que foi possível graças a iniciativas para a proteção da vida da população como o lockdown noturno e a antecipação de feriados. Agora, em um momento em que estamos avançando gradativamente na reabertura da economia, todos precisam continuar tomando todos os cuidados, seguindo as medidas de higiene e sempre com o uso correto de máscaras”, afirmou Paulo Serra.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;