Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 17 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Com uma vitória em 8 jogos, Marcelo Melo encerra parceria com holandês



22/04/2021 | 19:16


Com apenas uma vitória em oito jogos disputados, a dupla formada por Marcelo Melo e Jean-Julien Rojer chegou ao fim, segundo anunciou o próprio tenista brasileiro nesta quinta-feira. O ex-número 1 do mundo não definiu quem será seu parceiro permanente para a sequência da temporada.

"Conversamos em Barcelona e chegamos a um acordo que seria melhor para cada um buscar um caminho novo. Tentamos de todas as formas fazer a dupla funcionar. Troquei de lado, o Jean-Julien trocou de lado. Jogamos no saibro, na quadra dura, na coberta. Buscamos de várias maneiras possíveis. Mas, infelizmente, a nossa parceria não casou", disse Melo.

A gota d'água para o fim da parceria aconteceu nesta semana, quando foram eliminados logo na estreia do Torneio de Barcelona, na Espanha. Foi a sexta derrota consecutiva da dupla, cinco em estreias. No total, brasileiro e holandês venceram apenas um dos oito jogos que disputaram juntos.

"Às vezes acontece. Por isso, a dupla também é muito difícil nesse aspecto. Tem de achar um parceiro ideal. Por mais que tenhamos semelhança em muita coisa, não deu. Então, seguimos adiante e vou pensar nessas próximas semanas nas opções, em quem seria esse parceiro ideal", comentou o brasileiro, atual 18º do ranking individual de duplas.

Melo e Rojer anunciaram a dupla ainda em novembro do ano passado. Mas só começaram a jogar juntos em março, após o Aberto da Austrália. Isso porque o holandês se afastou do circuito nas primeiras semanas do ano para acompanhar o nascimento do seu filho.

Os dois ainda jogarão mais uma competição juntos, o Masters 1000 de Madri, entre os dias 2 e 9 de maio, na Espanha. Antes, Melo voltará à quadra para jogar com o alemão Mischa Zverev, irmão de Alexander, melhor amigo do brasileiro no circuito, em Munique, a partir de segunda-feira.

Depois, seu parceiro será o croata Marin Cilic para o Masters 1000 de Roma, entre 9 e 16 de maio, na Itália. Essas competições são preparatórias para Roland Garros, que terá início no fim do próximo mês. Até lá, Melo espera anunciar o nome do seu novo parceiro fixo no circuito.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Com uma vitória em 8 jogos, Marcelo Melo encerra parceria com holandês


22/04/2021 | 19:16


Com apenas uma vitória em oito jogos disputados, a dupla formada por Marcelo Melo e Jean-Julien Rojer chegou ao fim, segundo anunciou o próprio tenista brasileiro nesta quinta-feira. O ex-número 1 do mundo não definiu quem será seu parceiro permanente para a sequência da temporada.

"Conversamos em Barcelona e chegamos a um acordo que seria melhor para cada um buscar um caminho novo. Tentamos de todas as formas fazer a dupla funcionar. Troquei de lado, o Jean-Julien trocou de lado. Jogamos no saibro, na quadra dura, na coberta. Buscamos de várias maneiras possíveis. Mas, infelizmente, a nossa parceria não casou", disse Melo.

A gota d'água para o fim da parceria aconteceu nesta semana, quando foram eliminados logo na estreia do Torneio de Barcelona, na Espanha. Foi a sexta derrota consecutiva da dupla, cinco em estreias. No total, brasileiro e holandês venceram apenas um dos oito jogos que disputaram juntos.

"Às vezes acontece. Por isso, a dupla também é muito difícil nesse aspecto. Tem de achar um parceiro ideal. Por mais que tenhamos semelhança em muita coisa, não deu. Então, seguimos adiante e vou pensar nessas próximas semanas nas opções, em quem seria esse parceiro ideal", comentou o brasileiro, atual 18º do ranking individual de duplas.

Melo e Rojer anunciaram a dupla ainda em novembro do ano passado. Mas só começaram a jogar juntos em março, após o Aberto da Austrália. Isso porque o holandês se afastou do circuito nas primeiras semanas do ano para acompanhar o nascimento do seu filho.

Os dois ainda jogarão mais uma competição juntos, o Masters 1000 de Madri, entre os dias 2 e 9 de maio, na Espanha. Antes, Melo voltará à quadra para jogar com o alemão Mischa Zverev, irmão de Alexander, melhor amigo do brasileiro no circuito, em Munique, a partir de segunda-feira.

Depois, seu parceiro será o croata Marin Cilic para o Masters 1000 de Roma, entre 9 e 16 de maio, na Itália. Essas competições são preparatórias para Roland Garros, que terá início no fim do próximo mês. Até lá, Melo espera anunciar o nome do seu novo parceiro fixo no circuito.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;