Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 12 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Moody's alerta sobre exclusão do teto de gasto ligado à covid no Brasil



22/04/2021 | 14:35


A agência de classificação de risco Moody's avaliou que a exclusão do teto de gastos das despesas adicionais do governo, como as ligadas à covid-19, é negativa para o perfil da nota de crédito do Brasil, que está em Ba2, estável. No entanto, o vice-presidente da Moody, Samar Maziad, diz em relatório esperar que as autoridades mantenham seu compromisso com os gastos públicos.

"Devido ao moderado montante dos gastos adicionais, e a recente aprovação de emenda constitucional para garantir que despesas mandatórias fiquem dentro do teto de gastos nos próximos anos, esperamos que as autoridades mantenham seu compromisso com a consolidação fiscal, em linha com o nosso cenário-base", afirma o relatório.

A Moody's avalia que se houver exceções recorrentes, com despesas superiores ao estimado, poderá surgir dúvidas a respeito da credibilidade fiscal do País

"A credibilidade do instrumento como âncora fiscal será questionada, com provisões negativas para o custo e dinâmica da dívida do Brasil", diz o relatório.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Moody's alerta sobre exclusão do teto de gasto ligado à covid no Brasil


22/04/2021 | 14:35


A agência de classificação de risco Moody's avaliou que a exclusão do teto de gastos das despesas adicionais do governo, como as ligadas à covid-19, é negativa para o perfil da nota de crédito do Brasil, que está em Ba2, estável. No entanto, o vice-presidente da Moody, Samar Maziad, diz em relatório esperar que as autoridades mantenham seu compromisso com os gastos públicos.

"Devido ao moderado montante dos gastos adicionais, e a recente aprovação de emenda constitucional para garantir que despesas mandatórias fiquem dentro do teto de gastos nos próximos anos, esperamos que as autoridades mantenham seu compromisso com a consolidação fiscal, em linha com o nosso cenário-base", afirma o relatório.

A Moody's avalia que se houver exceções recorrentes, com despesas superiores ao estimado, poderá surgir dúvidas a respeito da credibilidade fiscal do País

"A credibilidade do instrumento como âncora fiscal será questionada, com provisões negativas para o custo e dinâmica da dívida do Brasil", diz o relatório.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;