Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 14 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

RJ pedirá adesão ao Regime de Recuperação Fiscal e prevê alívio de R$ 4,5 bi



21/04/2021 | 17:37


O Estado do Rio de Janeiro vai pedir adesão ao novo Regime de Recuperação Fiscal (RRF), regulamentado na terça-feira, 20, pelo Decreto 10.681. A adesão ao novo Regime poderá proporcionar um alívio no caixa do estado superior a R$ 4,5 bilhões só este ano, informou a Secretaria Estadual da Fazenda.

Como ainda está no RRF original, o estado tem arcado com pagamentos à União desde setembro de 2020, com desembolso total de R$ 1,204 bilhão até maio. Em 2021, os pagamentos chegariam a R$ 5,757 bilhões. Por já estar no RFF, o estado do Rio tem 10 dias para fazer a adesão, enquanto que para novas adesões o prazo é de 30 dias.

Para 2022, segundo a Secretaria, estavam previstos R$ 13,185 bilhões, e R$ 24,779 bilhões em 2023. Com a adesão ao novo RRF, a despesa com o pagamento do serviço da dívida, até 2023, cairá para R$ 10,7 bilhões. Isso significa um alongamento no pagamento de quase R$ 50 bilhões relativos a compromissos com o governo federal.

"Esta regulamentação é fruto de um intenso trabalho que temos realizado em Brasília, com muito diálogo e defendendo sempre os interesses do nosso estado. Iniciamos, imediatamente, o processo para que o Rio de Janeiro entre no novo regime", disse em nota o governador em exercício, Cláudio Castro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

RJ pedirá adesão ao Regime de Recuperação Fiscal e prevê alívio de R$ 4,5 bi


21/04/2021 | 17:37


O Estado do Rio de Janeiro vai pedir adesão ao novo Regime de Recuperação Fiscal (RRF), regulamentado na terça-feira, 20, pelo Decreto 10.681. A adesão ao novo Regime poderá proporcionar um alívio no caixa do estado superior a R$ 4,5 bilhões só este ano, informou a Secretaria Estadual da Fazenda.

Como ainda está no RRF original, o estado tem arcado com pagamentos à União desde setembro de 2020, com desembolso total de R$ 1,204 bilhão até maio. Em 2021, os pagamentos chegariam a R$ 5,757 bilhões. Por já estar no RFF, o estado do Rio tem 10 dias para fazer a adesão, enquanto que para novas adesões o prazo é de 30 dias.

Para 2022, segundo a Secretaria, estavam previstos R$ 13,185 bilhões, e R$ 24,779 bilhões em 2023. Com a adesão ao novo RRF, a despesa com o pagamento do serviço da dívida, até 2023, cairá para R$ 10,7 bilhões. Isso significa um alongamento no pagamento de quase R$ 50 bilhões relativos a compromissos com o governo federal.

"Esta regulamentação é fruto de um intenso trabalho que temos realizado em Brasília, com muito diálogo e defendendo sempre os interesses do nosso estado. Iniciamos, imediatamente, o processo para que o Rio de Janeiro entre no novo regime", disse em nota o governador em exercício, Cláudio Castro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;